Frituras: conheça 5 razões para deixar de comê-las

Nutricionista cita cinco malefícios para a saúde proporcionados pelo consumo excessivo dos alimentos fritos

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde, 60% da população brasileira prefere alimentos gordurosos. A estatística, fruto do trabalho realizado pelo Ministério da Saúde, em parceria com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra como a alimentação no Brasil ainda é, em sua maioria, pobre com relação aos nutrientes.

Entre esses alimentos gordurosos, estão as frituras feitas a óleo, tanto vegetal como animal. Mas, apesar de serem conhecidas como alternativas nada saudáveis elas, ainda assim, ganham espaço no dia a dia das pessoas.

Sabendo disso, a nutricionista Cyntia Maureen, consultora da Superbom – empresa especializada na produção de alimentos saudáveis – cita cinco malefícios proporcionados pelo consumo excessivo dos alimentos fritos.

5 motivos para deixar de comer frituras

Frituras: conheça 5 razões para deixar de comê-las

Foto: depositphotos

1- Aumenta as chances de doenças cardiovasculares

Segundo a nutricionista, as altas temperaturas podem modificar a estrutura química dos óleos utilizados na fritura dos alimentos. Nesta alteração, as características químicas dos óleos se transformam em gorduras saturadas que, por sua vez, podem se acumular nos vasos sanguíneos, comprometendo a circulação sanguínea.

“Esse acúmulo impede a passagem do sangue ao coração, o que pode causar um infarto ou um AVC [Acidente Vascular Cerebral], caso o sangue fique impedido de chegar ao cérebro”, explica.

2- Pode causar diabetes

Ainda de acordo com Cyntia, as frituras podem provocar uma certa resistência a insulina, o hormônio responsável pelo controle das taxas de glicose na corrente sanguínea. “A resistência insulínica é quando a insulina que circula no sangue não exerce sua atividade de forma plena. As principais consequências são cansaço, mal-estar, dores de cabeça, falta de energia e, em alguns casos, o desenvolvimento do diabetes”, afirma a profissional.

3- Alimentação de alto valor calórico

“Além dos malefícios à saúde, o acúmulo de gordura abdominal e o aumento de peso são consequências de seguir um cardápio que prioriza a ingestão de opções fritas”, pontua Cyntia. Por esta razão, quem deseja emagrecer ou manter o peso, é indicado parar o consumo das frituras.

4- Causa a perda de nutrientes nos alimentos

Os alimentos fritos são menos nutritivos, mesmo que antes do processo de fritura eles tenham boas propriedades, após o procedimento eles perdem seus benefícios. Isto porque, segundo a nutricionista, o alimento que é colocado no óleo quente perde os antioxidantes e as vitaminas.

5- Contribui para o envelhecimento precoce

Nos alimentos fritos há um excesso de gordura saturada, característica que favorece o aumento de radicais livres no organismo humano. “O grande problema é que a liberação excessiva de radicais livres causa um fenômeno conhecido como estresse oxidativo, que está associado ao envelhecimento”, conclui a especialista.

Sobre o autor

Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.