Entenda o conceito de medicina ortomolecular e o que essa especialidade trata

A médica especializada em nutrologia, Tamara Mazarack, apresenta em seu site o que é a medicina ortomolecular.

Ela trata dos conceitos, relaciona com aos tratamentos convencionais e dá informações sobre a dieta do seguimento. Descubra agora detalhes desse braço da medicina.

O que é medicina ortomolecular?

A nome vem da junção das palavras: orto, que significa organização ou alinhamento, das moléculas do corpo. “A Medicina Ortomolecular se baseia no estudo das reações bioquímicas do corpo para assim prevenir o desgaste orgânico e tratar desequilíbrios metabólicos que levam às doenças e ao envelhecimento precoce”, explica a médica na sua rede social.

A medicina ortomolecular atua na reposição hormonal

Essa vertente faz uso de vitaminas, minerais e medicamentos fitoterápicos (Foto: depositphotos)

Como funciona?

A origem dessa medicina tem como base pesquisas realizadas sobre as reações bioquímicas do nosso organismo. Elas são capazes de identificar desequilíbrios no metabolismo que podem levar ao envelhecimento precoce e doenças sérias.

A grande diferença da medicina ortomolecular em relação à convencional é que ela atua na prevenção e não no tratamento específico.

Ela não faz uso de remédios sintéticos, mas sim nutrientes como vitaminas, aminoácidos, enzimas, minerais, lactobacilos e medicamentos fitoterápicos, que usam plantas.

Veja também: Descubra o conceito de medicina pró-longevidade e o que essa especialidade trata

Como a medicina ortomolecular ajuda no envelhecimento?

Segundo a especialista, a medicina ortomolecular faz a reposição hormonal, auxilia no reforço do sistema imunológico, desintoxica o corpo e previne a degeneração cerebral.

Isso tudo reflete no aumento de vitalidade, na eliminação das toxinas do sangue e na preservação da capacidade cognitiva.

Como a alimentação pode ajudar?

A dieta ortomolecular é rica em alimentos integrais, orgânicos e funcionais que ajudam na desintoxicação do organismo, principalmente aqueles que estão contaminados com uma alimentação irregular durante muitos anos.

A ideia é não consumir ingredientes processados, gordurosos, refinados e cheios de açúcar, sal, conservantes, agrotóxicos e corantes. Essa postura acaba refletindo no peso do paciente, que passa por um processo de emagrecimento saudável e progressivo.

É o que chamamos de reeducação alimentar que tem efeitos duradouro e influencia diretamente na qualidade de vida dos indivíduos. “Quando existe uma alteração, como o açúcar ou colesterol alto, por exemplo, a nutrição adequada e o uso de suplementos podem ajudar a reverter o quadro e permitir uma melhor qualidade de vida”, afirma a nutróloga Tamara Mazarack.

Veja tambémMedicina chinesa defende os benefícios de dormir com cebola nos pés

Outros benefícios da medicina ortomolecular

A médica afirma que a medicina ortomolecular “colabora para a saúde dos olhos, ossos, articulações, coração e vasos sanguíneos, deixa a pele viçosa e mais bonita, aumenta o vigor, a disposição e o nível de energia”.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.