Descubra por que você não deve limpar o ouvido com cotonete

O cotonete parece ser perfeito para limpar o ouvido. Mas usá-lo pode causar sérios danos à saúde auditiva

O cotonete parece ser um objeto perfeito para limpar a sujeira do seu ouvido. Mas a verdade é que usar o item de higiene pode acabar causando sérios danos para à saúde auditiva.

Objetos muito pequenos, como: cotonetes, grampos de cabelo, chaves de casa e palitos, quando colocados dentro do ouvido, podem furar os tímpanos e deslocar os ossos auditivos, o que possivelmente leva à surdez, tontura, zumbido e outros danos auditivos.

Segundo o especialista Seth Schwartz, presidente da academia estado-unidense Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço, as pessoas deveriam deixar a natureza fazer o trabalho dela. A cera produzida pelo nosso organismo serve para manter os ouvidos protegidos, lubrificados e, por irônico que pareça ser, limpos.

A importância da cera do ouvido

Descubra por que você não deve limpar o ouvido com cotonete

Foto: depositphotos

É a cera que faz com que sujeira, poeira, insetos e qualquer outro agente externo não avancem para o canal do ouvido. A cera que costuma ficar do lado de fora do ouvido, geralmente empurrada devido aos movimentos mandibulares de fala e mastigação, deve ser lavada no banho.

“Para aqueles com deficiência auditiva, usar cotonetes ou compressas de algodão pode empurrar a cera mais profundamente no canal auditivo e causar danos nos tímpanos. Cerca de 2% dos adultos com cera compactada poderia ir ao médico com perda auditiva como um sintoma”, revelou o diretor Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios da Comunicação, James Battey, em uma entrevista divulgada pela CNN Espanhol.

É algo “cultural” querer limpar muito dentro do ouvido. Mas limpar a cera que está externa do ouvido já é suficiente. “Não é uma coisa ruim ter cera, todo mundo tem. Mas é um problema quando há um monte. Se você tiver sintomas como dor, drenagem, sangramento ou perda de audição, então você tem um problema. Procure um médico”, contou Schwartz para o portal.

Sobre o autor

Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.