Depilando em casa! Faça ceras caseiras para depilação

Se não estiver com dinheiro ou tempo para ir ao salão, faça uma cera caseira e depile-se em casa! Como sabemos, esses produtos são utilizados para extrair os pelos indesejáveis, mas além das opções industrializadas, há tipos caseiros.

De acordo com a farmacêutica Ayane Marrocos, existem várias marcas de ceras disponíveis nas farmácias do Brasil. E de uma maneira geral, os principais ingredientes desses produtos são: glicose aquecida, extrato glicólico e ácido cítrico.

“A glicose aquecida é açúcar aquecido que dá origem ao mel. Por isso que as ceras, independentes de serem frias ou quentes, têm um aspecto de mel, um aspecto pegajoso”, explica Ayane.

Já o extrato glicólico é resultante dos extratos naturais obtidos através da infusão de matérias primas como as plantas. Segundo Marrocos, os principais vegetais utilizados nas ceras industrializadas são: a calêndula e a camomila.

“O ácido cítrico é uma substância que faz parte da composição das frutas cítricas. A principal fruta cítrica usada nas ceras depilatórias é o limão“, complementa a profissional. Mas pensando em lhe poupar tempo e dinheiro, resolvemos listar duas receitas simples de ceras caseiras. Confira!

Mulher depilando perna

Os principais ingredientes da cera são: glicose aquecida, extrato glicólico e ácido cítrico (Foto: depositphotos)

Receitas de ceras caseiras para depilação

“É possível sim fazer a própria cera em casa. Mas já adianto que as pessoas tenham cuidado pois as ceras caseiras, geralmente, são quentes. E a queimadura da cera quente é muito agressiva. Então muito cuidado, tanto para fazer a cera quanto para manusear”, alerta Marrocos.

Como fazer cera quente com limão e açúcar?

Ingredientes

  • 1 kg de açúcar
  • 1 copo (americano)  de suco de limão
  • 300 ml de água

Modo de preparo

  1. Misture os ingredientes em uma panela até formar uma pasta
  2. Coloque a panela em fogo alto e espere que o conteúdo comece a ferver. Nesse momento de ebulição, passe 6 minutos mexendo
  3. Depois, abaixe o fogo e passe mais oito minutos com o fogo ligado
  4. Por fim, desligue a chama e aguarde que a cera fique morna

Posologia

Antes de aplicar na área em que se deseja depilar, verifique com o dedo se a cera não está quente demais. Mas lembre-se, não pode ser muito quente e nem fria. Então, quando ela estiver no ponto, use uma espátula para pegar a quantidade ideal e espalhe na região do corpo.

Em seguida, aplique um tira de papel específico para depilação, plástico ou até mesmo TNT. Massageie para que o produto tenha uma aderência tanto na pele como no material que vai ser puxado.

Após alguns segundos, puxe material utilizado na direção contrária ao nascimento dos pelos. Depois do procedimento, se for necessário, repita o processo na região ou então passe para as demais áreas. No final, tome um banho para que não fique nenhum resíduo na sua pele.

De acordo com Ayane, é recomendado passar um hidrante após a depilação. “No entanto, não utilize nenhum produto que contenha álcool ou maquiagem, porque a pele precisa de um repouso. Os poros ficam abertos, por isso é importante ter cuidado nisso também”, explica.

Armazenamento

Caso não tenha utilizado toda a cera, guarde-a em um pote com tampa. Em seguida, deixe-a em um armário, sem necessidade de armazenar na geladeira. O tempo de validade desse produto caseiro é de até oito dias.

Como fazer cera fria?

Ingredientes

  • 1 xícara de açúcar
  • 1 colher (de sopa) de óleo de soja
  • Meia xícara de suco de limão
  • Meia xícara de água

Modo de preparo

  1. Misture tudo em uma panela e leve ao fogo baixo mexendo
  2. No entanto, quando os ingredientes começarem a ferver pare de mexer
  3. Depois de um tempo, a cera começa a ficar consistente. Essa é a hora de mexer novamente e em seguida desligar o fogo
  4. Após todo esse procedimento, que leva em torno de 20 minutos, coloque o conteúdo adquirido no preparo em cima de uma superfície que pode ser um prato raso ou uma pedra de mármore. Mas atenção, a farmacêutica recomenda despejar um pouco de água nessa superfície para evitar que a cera grude.

Posologia

Depois que a cera estiver fria, pegue uma quantidade razoável e aplique na região em que se deseja depilar. E, nesse caso, não é necessário usar papel ou qualquer outro material para puxar. Isso porque, a cera pode ser puxada sozinha e ter um efeito tão bom quanto as demais.

Armazenamento

Se você não utilizar a cera completamente, você pode guardá-la em um pote com tampa e deixar na geladeira. Segundo Ayane Marrocos, oito dias é o prazo de validade desse produto caseiro.

Cuidados necessários

É preciso ter cuidado antes, durante e depois de fazer depilação com a cera. Isso porque, antes de iniciar o procedimento estético, a pele deve estar limpa. Para isso, tome um banho e não aplique nenhum produto.

Com a pele limpa e livre de desodorantes, cremes ou perfumes, está na hora de atentar-se com os cuidados de aplicação da cera. Em primeiro lugar, verifique se o produto não está muito quente, evitando queimaduras na pele. Em seguida, passe o conteúdo de forma uniforme.

Cera fria

A cera fria não precisa da ajuda de papel para ser puxada (Foto: depositphotos)

Após realizar o procedimento, tome mais um banho para eliminar os resíduos restantes que ficaram na pele. Dê preferência aos sabonetes neutros. Depois use um hidratante sem álcool na sua composição, para deixar a pele ainda mais lisinha.

Outros tipos de depilação: vantagens e desvantagens

Além da depilação com cera, é possível fazer esse procedimento estético com outros materiais. Segundo Ayane Marrocos, a lâmina e o laser são os principais tipos. Mas assim como tudo na vida, tem seus prós e contras.

No caso da lâmina, Marrocos explica que ela é ideal para quem busca um procedimento de baixo custo e que não dói. Além disso, ela é prática e rápida, não necessitando de uma segunda pessoa para auxiliar na depilação.

No entanto, há pontos negativos. “A desvantagem é que pode irritar a pele e assim causar pelos encravados. Também escurece a pele, engrossa o pelo e ele cresce mais rápido. Ainda nesse processo pode coçar muito”, alerta.

Já no caso da depilação a laser, a principal vantagem é que os pelos são eliminados de forma definitiva, se a quantidade de sessões for obedecida. Outras vantagens são: o processo clareia a pele e estimula a produção de colágeno na região depilada.

“A depilação a laser é uma energia térmica em forma de luz que destrói ou retarda a capacidade do folículo produzir um novo fio”, conta Marrocos. Mas, assim como a opção anterior, possui algumas desvantagens.

De acordo com Ayane, a primeira delas é que após a aplicação não é recomendado levar sol na área depilada por pelo menos uma semana. Também é comum sentir um cheiro de queimado durante as sessões, é um procedimento caro e não pode ser realizado em cima de tatuagens.

Vantagens de usar cera na depilação

“Para mim, a depilação com cera é a melhor com relação ao custo-benefício”, afirma a farmacêutica Ayane Marrocos. A seguir estão alguns benefícios e vantagens de optar por esse procedimento listados pela profissional:

  • Deixa a pele mais lisa
  • Não escurece o local que foi depilado
  • Os pelos demoram para crescer
  • Quando os pelos nascem, eles são mais finos
  • Não é um procedimento caro, tendo em vista que você pode até fazer na sua própria casa usando as receitas de ceras caseiras expostas nesse artigo.

*Artigo feito com a colaboração da farmacêutica Ayane Marrocos (CRF-7456/PE).

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.