Chás que podem tratar a intoxicação alimentar

Certamente você ou, pelo menos, algum conhecido seu já deve ter sido vítima de um caso de intoxicação alimentar. Esse tipo de transtorno no organismo humano é causado por bactérias e outras toxinas nocivas ao corpo e que estão presentes em determinados alimentos.

Quando o corpo apresenta sintomas como náuseas, vômitos, tontura, dor de cabeça, diarreias e cólicas abdominais, possivelmente ele estará sendo vítima de uma intoxicação alimentar. Assim, ao sentir esses sintomas é interessante, além de cuidados médicos, elaborar algumas infusões para tratar esse mal.

Chás caseiros para intoxicação alimentar

Chá de hortelã

O chá caseiro da erva hortelã está entre os mais recomendados pela medicina alternativa para o tratamento da intoxicação alimentar. O chá é bastante eficaz por produzir um efeito calmante ao estômago e promover o alívio de dores nessa região de forma praticamente imediata.

Modo de preparo: Separe algumas folhas da planta e as coloque em um recipiente com um litro de água potável fervente. Deixe o líquido descansar durante três minutos. Feito isso, tome o chá por até três vezes ao dia.

Chás que podem tratar a intoxicação alimentar

Foto: Reprodução

Chá de alho

Ferva um litro de água potável. Depois disso, acrescente uma cabeça de alho no recipiente com a água e deixe descansar durante cinco minutos. Recomenda-se a ingestão de uma xícara do chá por até três vezes ao dia.

Chá de salgueirinha

Acrescente 60 gramas de flores de salgueirinha em um litro de água potável fervente e deixe descansar durante 10 minutos. A ingestão dessa infusão é recomendada uma xícara de quatro até seis vezes ao dia.

Chá de macieira

Ferva um litro de água potável e adicione de 50 a 100 gramas de casca de macieira e deixe descansar por cinco minutos. Recomenda-se a ingestão de uma xícara dessa infusão por até cinco vezes ao dia.

Outras ervas

Recomenda-se ainda para casos de pessoas com intoxicação alimentar, a ingestão de chás feitos à base de amora, framboesa e camomila, uma vez que essas espécies são eficazes no combate às cólicas.

Sobre o autor

Jornalista (MTB-PE: 5833), formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelo Centro Universitário UniFavip/Wyden, com experiência em rádio, TV, impresso, web, assessoria de comunicação política e Marketing. Além da iHaa Network, já atuou no portal G1, no Sistema Jornal do Comércio de Comunicação (na TV Jornal/SBT, Rádio Jornal e portal NE10), e também no antigo Jornal Extra de Pernambuco.