Chás que clareiam a pele

Quem nunca se incomodou com manchas no rosto ou olheiras? Descubra como clarear a pele com chás

Dentre todas as reclamações dermatológicas, as manchas escuras perdem apenas para os cravos e as espinhas na opinião das mulheres, conforme cita a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Este problema estético ainda não possui causas definidas, mas os profissionais da área citam algumas condições que podem estar relacionadas, os tipos de manchas e quais os tratamentos podem ajudar a clarear a pele.

“São muitos os aspectos que a pigmentação descontrolada da pele pode ter: uns são marrons, outros bem claros, pode também ser pintas brancas espalhadas ou um monte de pontinhos bem escuros concentrados em uma determinada região do rosto ou colo”, exemplifica um artigo publicado pela SBD.

Para cada um dos casos há um nome específico. Mas não importa qual seja a doença, todas elas são extremamente visíveis e difíceis de tratar. Além dos processos dermatológicos que estão disponíveis nas clínicas, há também tratamentos caseiros para clarear as manchas na pele, como o uso de chás.

Além de conhecer quais são as formas caseiras de clarear a pele, você pode conferir neste artigo mais informações sobre o que podem ser essas manchas, como surgem, outras formas de tratamento e a melhor forma de prevenir esse problema estético.

As manchas na pele não possuem causas definidas

Camomila e chá verde podem clarear a pele, eliminando manchas (Foto: depositphotos)

Chás para eliminar manchas na pele

Chá de camomila

Chamada cientificamente de Matricaria chamomilla L., a camomila pertence à família da Compositae e é uma planta com diversos benefícios para o organismo, partindo de propriedades terapêuticas que cuidam da saúde, até as que protegem o corpo contra problemas estéticos.

De acordo com um material divulgado pela Nutrigold, empresa que produz e comercializa produtos no segmento de alimentação natural, as atividades terapêuticas da camomila são determinadas devido a presença de lipofílicos e pelos hidrofílicos. Assim, a planta pode atuar como antiespasmódica, anti-inflamatória, antibacteriana e antifúngica.

Além disso, a camomila possui em sua composição flavonoides, substâncias que contribuem com ação anti-inflamatória, principalmente na epiderme. “Os flavonoides não são apenas absorvidos pela superfície da pele após aplicação cutânea, mas penetram nas camadas mais profundas da pele, o que é importante para seu uso como antiflogístico”, aponta a Nutrigold.

Desta forma, é possível aproveitar esta planta para preparar um chá capaz de clarear a pele, tratar a acne, limpar a região cutânea e ainda cuidar de afecções que surgem nessa parte do corpo.

Como usar o chá de camomila na pele

É preciso levar para o fogo os seguintes ingredientes: três colheres (de chá) de folhas de camomila; uma colher (de sopa) de água de rosas; uma xícara de água e uma colher (de sopa) de mel.

Assim que a mistura começar a ferver e estiver homogênea, é hora de desligar o fogo. Depois deixe o remédio natural esfriar e assim que estiver no ponto, umedeça um chumaço de algodão nele e aplique na área da pele afetada. É importante ressaltar, entretanto, que não se deve expor à pele ao sol nem durante e nem depois de aplicar esse remédio, para evitar que as manchas aumentem.

Chá verde

Camellia sinensis é o nome da planta de onde é extraído os chás preto, vermelho e verde. Este último, em específico, é indicado para tratar diversos problemas no organismo, inclusive as doenças que surgem na pele. Isto tudo graças as propriedades terapêuticas encontradas no chá verde, como calmante, anti-irritante, anti-inflamatório e antienvelhecimento.

Devido a todas estas ações benéficas, o chá verde é indicado para melhorar o aspecto dos olhos cansados ou os papos que se formam logo abaixo dos olhos. Além disso, é indicado para tratar peles sensíveis, maltratadas e que sofreram de forma precoce com o processo de envelhecimento.

“É indicado [o chá verde] na composição de fotoprotetores e em produtos pré e pós-sol. Está também indicado para ação estimulante cutânea e antienvelhecimento, para peles acometidas por eritema, como as acnéicas e/ou excessivamente sensíveis, a fim de tratar e reduzir o aspecto avermelhado”, revela estudo da Dermage, empresa especializada em produtos dermatológicos.

Manchas escuras nas axilas e virilha? Resolva o problema com técnica caseira

Como usar o chá de verde na pele

Assim, quem deseja aproveitar dos benefícios desse remédio natural, precisa preparar a infusão da planta com um litro de água filtrada e cinco colheres (de sopa) do chá verde. Depois de levar a mistura para o fogo, espere ferver por cinco minutos e desligue o fogo. Ainda com o chá abafado, aguarde esfriar para usá-lo aplicando na pele com o auxílio de um chumaço de algodão.

Além dos efeitos benéficos citados anteriormente, o chá verde também age como protetor cardíaco, uma vez que reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue e ainda diminui a absorção de gordura do corpo, aumentando o processo de excreção dessa substância.

Manchas na pele: tipos, surgimento, sintomas e tratamentos

Quando o assunto são manchas na região cutânea, é preciso saber que a raiz do problema é a melanina, pigmento responsável pela cor da pele. Desta forma, a partir do momento em que a pigmentação fica descontrolada há o surgimento de uma coloração diferente na pele e assim o aparecimento de manchas.

“Os fatores que provocam essa disfunção são basicamente alterações hormonais, idade, predisposição genética e exposição solar excessiva“, explica a Sociedade Brasileira de Dermatologia. Dentre estas possíveis causas, o sol é um dos maiores propulsores deste problema estético.

Entres as possíveis desordens cutâneas estão as melanoses solares, melasma, rosácea e o fotoenvelhecimento. Portanto, há o surgimento de manchas que podem ser vermelhas, no caso da rosácea, ou escuras nas demais situações. Apesar de não haver dor, em muitos dos casos, são problemas que causam incômodo em quem os possui.

“As terapias disponíveis são o uso de medicamentos tópicos e procedimentos para o clareamento. Dentre os procedimentos mais realizados estão os peelings e aplicações de luzes ou lasers”, informa a SBD. Mas, para iniciar qualquer tratamento, é recomendado procurar um dermatologista, pois este é o profissional capacitado para cuidar de problemas desse tipo.

Outros tratamentos para a pele

De acordo com recomendações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, alguns cuidados com a pele precisam ser levados em consideração como:

  • Uso de protetor solar no rosto, colo e todas as partes do corpo que ficam expostas ao sol, durante todo o dia. E sempre lembrar de reaplicar;
  • Utilizar roupas, chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e guarda-sóis;
  • Consumir frutas ricas em ácidos, pois elas auxiliam os tratamentos dermatológicos;
  • Usar cascas de laranja para preparar um creme caseiro. Para isso, basta colocá-las no sol para secar e depois picá-las, misturando-as com um pouco de água filtrada. Após 20 minutos de aplicação nas áreas afetadas, retirar com uma lavagem normal.