Chá Mate: benefícios para emagrecer com saúde

O chá mate é uma bebida bastante popular nas regiões sul e centro-oeste do Brasil, mas você sabia que ele emagrece? Pois é, por ser rica em vários compostos fitoquímicos importantes a erva auxilia na queima da gordura, principalmente a que fica acumulada em órgãos como o fígado, o que contribui diretamente para a perda de medidas.

O consumo da erva mate (Ilex paraguariensis), muito conhecida como chimarrão (quente) ou tererê (gelada), tem a capacidade de ajudar a dar mais energia e aumentar a sensação de bem-estar, isso porque é rica em cafeína e isso também é ótimo para a perda de peso, pois diminui a compulsão por comer coisas calóricas.

O chá de erva mate é muito consumido no sul do país na forma de chimarrão ou tererê (Foto: depositphotos)

Separamos aqui os benefícios que a erva proporciona para quem busca perder peso com saúde e ainda dicas de receitas simples e deliciosas. Não perde tempo e confere!

Benefícios do chá mate para perder peso

Queima a gordura

“Devido à ação do chá mate no controle do perfil lipídico, ele pode contribuir para o controle de peso corporal”, explicou o nutricionista Luis Braz ao Remédio Caseiro. Isso acontece porque a erva é rica em fitoquímicos, especialmente os compostos flavonoides e as saponinas, que alteram a maneira como o corpo utiliza essa gordura. 

“Além disso deve ser ressaltada a capacidade termogênica, a qual pode também favorecer a redução de medidas corporais, pela redução de retenção de líquidos e diminuição da gordura corporal”, completou o profissional.

Isso significa que esse chá é capaz de aumentar a temperatura corporal, fazendo o organismo trabalhar mais para dar conta de tudo. 

Por conta disso, ocorre um maior gasto energético e a consequente queima dessa gordura, que tende a ficar acumulada em órgãos, como o fígado e tecidos. (1)

O chá mate ainda tem um baixíssimo valor energético e nenhuma gordura. Uma xícara com 200 ml da infusão, sem açúcar, possui apenas 2 calorias, o que indica que ele pode sim estar presente nas dietas de emagrecimento. (2)

Diminui a fome

Outro motivo pelo qual a erva mate é ótima para quem deseja perder os quilos extras é por ser capaz de diminuir a fome. Isso mesmo, tomar uma xícara (ou cuia) de chá mate pode ajudar a comer em quantidades menores. 

O que acontece é que o chá mate atrasa o esvaziamento gástrico. Ou seja, estende o tempo de permanência dos alimentos no estômago, aumentando a sensação de saciedade

Graças a isso o corpo entende que não precisa comer com tanta frequência, já que ele ainda está ocupado digerindo a última refeição, proporcionando uma redução do consumo calórico durante o dia e ingerindo menos calorias há uma perda maior de peso. (3)

Reduz o colesterol ruim 

Sabe os flavonoides e as saponinas de quem já falamos? Eles auxiliam na redução do colesterol ruim. 

De acordo com o profissional de nutrição “o chá mate pode ser um grande aliado na busca por uma vida mais saudável, pois esta bebida possui propriedades funcionais e capazes de reduzir níveis de colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL), algo que é muito positivo”. 

Isso ocorre porque a erva age em duas frentes. A primeira é uma redução do total de colesterol ruim que é absorvido pelo corpo. A segunda é ao impedir que essa gordura nociva oxide (sofra degradação) e “cole” nos tecidos.

O resultado é a diminuição dos riscos de desenvolver problemas cardiovasculares relacionados com o excesso de gordura, tais como a aterosclerose e infarto. (4)

Controla a glicemia 

Quem sofre com diabetes, doença relacionada à síndrome metabólica, que é um conjunto de enfermidades que podem aumentar as chances de desenvolver problemas cardíacos, pode aproveitar os benefícios do chá mate. 

Isso porque a infusão, por ser fonte de compostos fenólicos como o ácido clorogênico, ajuda a reduzir a quantidade de glicose que é liberada no sangue. (5)

Em razão disso, não há uma necessidade tão grande de liberação de insulina para combater esses excessos, o que é bom para quem sofre com a doença, que pode manter os níveis aceitáveis e sem tantas privações. 

Controlar a glicemia é um fator importante para a perda de peso, uma vez que o excesso de insula no sangue, que serve para controlar a grande quantidade de açúcar, não só atrapalha o emagrecimento como faz o corpo armazenar mais gordura.

IMPORTANTE! Nunca se deve abandonar tratamentos medicamentosos sem orientação médica. Portanto, o chá mate deve ser apenas uma ajuda em todo o processo e nunca o método principal de controle.

Dá mais energia

Luís ainda informou que o chá mate possui uma alta concentração de cafeína, compostos neuroestimulante que também pode ser encontrado em outros tipos de chás e no café. 

Em virtude disso, a infusão é capaz de aumentar o foco e a atenção durante alguma atividade, perfeita para momentos de estudo, bem como aumentar a eficácia dos exercícios físicos, pelo aumento de energia. 

Consumir o chá antes de ir para academia pode aumentar o tempo praticando alguma atividade física, principalmente as de alta intensidade, e assim contribui para um maior gasto calórico e o consequente emagrecimento. (5)

Em consequência de ser um composto neuro-estimulante, a cafeína da erva mate é considerada um antidepressivo natural. 

Seu consumi reduz a degradação das monoaminas, que são substâncias bioquímicas e entre as mais conhecidas estão a dopamina e a serotonina. 

Por esse motivo há um aumento da sensação de bem-estar, que pode ainda ajudar na redução da compulsão alimentar. Contribuindo assim, mesmo que indiretamente, para emagrecer com saúde. (6)

Reduz os inchaços 

O chá mate pode ainda reduzir os inchaços, tanto os abdominais, quanto os da parte inferior do corpo, e isso ocorre graças à ação dessa erva sobre os tratos gastrointestinal e circulatório. 

Em primeiro lugar o chá possui a função colerética, pois aumenta a produção da bile, um líquido produzido pelo fígado e que age de maneira bem semelhante ao detergente no organismo, promovendo a emulsificação da gordura, e tem papel fundamental na digestão. 

O chá também é capaz de estimular o trânsito intestinal, proporcionando uma eliminação mais eficaz das fezes e a redução do inchaço abdominal que problemas como gases e constipação podem causar. 

Associado a isso, os compostos encontrados na erva possuem potencial vasodilatador e diurético. Isso significa que eles promovem o relaxamento das veias, contribuindo para que o sangue flua melhor

Além do mais, a infusão tem o potencial de aumentar a produção de urina “a qual pode também favorecer a redução de medidas corporais pela redução de retenção de líquidos”, esclarece o nutricionista. (5)  

Receitas com chá mate 

Chá mate simples 

Você vai precisar encher cerca de dois terços da cuia para chimarrão com a erva mate, puxando para as bordas. Em seguida acrescente água bem quente, espere uns 5 minutos para extrair os compostos e beba ainda quente. 

Se não tiver uma cuia em casa não precisa se preocupar, prepare a bebida com 1 colher (de chá) da erva para cada xícara de água quente. 

Uma outra opção é usar a erva para fazer o tererê, um tipo de chá infusionado em água fria e que é uma delícia para se tomar no verão.

Para fazer você precisa colocar 2 colheres (de sopa) bem cheias de erva mate em 1 litro de água gelada e deixe descansar para extrair todo o sabor. Em seguida acrescente o suco de dois limões, adoce a gosto e beba bem gelado. 

Chá mate com laranja 

Luis ensinou uma receita de chá mate gelado com laranja. Para isso você vai precisar preparar 200 ml de chá, que pode ser feito com 1 colher (de chá) da erva para 1 xícara de água. 

Leve ao fogo junto com 1 pau de canela e 1 colher (de chá) de cravo-da-Índia e deixe cozinhar em fogo baixo por 5 minutos. Feito isso, desligue o fogo, espere esfriar e acrescente o suco de laranja, que deve ser fresco e estar gelado, e misture. Você pode beber na hora ou acrescentar gelo, para ficar ainda mais refrescante. 

Chá mate com limão 

Prepare o chá com 1 litro de água quente e 2 colheres (de sopa) de erva mate e deixe esfriar. Quando estiver em temperatura ambiente, adicione o suco de 1 limão da sua preferência e gelo à vontade. 

Caso precise, coloque um pouco de açúcar. Acrescente algumas rodelas de limão apenas na hora de servir, pois Luis informa que o chá pode ficar com um sabor amargo da casca se guardado por muito tempo.

Existe alguma contraindicação?

“O chá mate pelo alto teor de cafeína pode não ser algo muito interessante para consumo por pessoas com hipertensão ou gastrite, já que esta substância poderia elevar a pressão arterial, além de ser também um irritante gástrico”, alertou o profissional de nutrição. 

O excesso de cafeína pode causar problemas como dores de cabeça, tontura e problemas para dormir em pessoas com sensibilidade. Por isso, é necessário evitar tomar o chá no período noturno e em grandes quantidades. 

No entanto, Luís afirma que “caso a pessoa não tenha nenhuma destas complicações clínicas, o chá mate será uma excelente opção de bebida”, desde que sem excessos

*Texto feito com a colaboração do nutricionista Luís Braz (CRN6 – 7771). 

Referências

(1) SANTOS, Tanila Wood dos. Efeitos da erva mate (Ilex paraguariensis) na Modulação do Metabolismo Energético Mitocondrial Associado à Obesidade, 2018. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/332434. Acesso em: 27 de novembro de 2019.

(2) Universidade de São Paulo (USP). Bebida, infusão, erva-mate, chimarrão, (70g de matéria seca – 30% de ramos e 70% de folhas – em 1 L de água), Ilex paraguariensis St. Hil, Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA). Disponível em: http://www.tbca.net.br/base-dados/int_composicao_estatistica.php?cod_produto=C0022H. Acessoem: 27 de novembro de 2019.

(3) HECK, C.I.; MEJIA, E.G. Yerba Mate Tea (Ilex paraguariensis): A Comprehensive Review on Chemistry, Health Implications, and Technological Considerations, Journal of Food Science, v.72, n.9, p.138-151, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.1750-3841.2007.00535.x. Acesso em: 27 de novembro de 2019.

(4) BRACESCO, N. et al. Recent advances on Ilex paraguariensis research: Minireview. Journal of Ethnopharmacology, v.136, p.378-384, 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.jep.2010.06.032. Acesso em: 27 de novembro de 2019.

(5) BASTOS, Deborah Helena Markowicz et al. Yerba maté: Pharmacological Properties, Research and Biotechnology, Medicinal and Aromatic Plant Science and Biotechnology, v.1, n.1, p.37-46, 2007. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/284040962_Yerba_mate_Pharmacological_Properties_Research_and_Biotechnology. Acesso em: 27 de novembro de 2019.

(6) REIS, Elizete de Moraes et al. Antidepressant-Like Effect of Ilex paraguariensis in Rats, BioMed Research International, 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1155/2014/958209. Acesso em: 27 de novembro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (Mtb-PE: 6770) com formação completa no curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Experiência prática de dois anos em produção jornalística para TV e rádio. Atualmente atua na área de redação para web, nas áreas de educação, beleza e saúde alternativa. Além da formação no curso superior, possui experiência em produção de vídeo, diagramação de livros e revistas e marketing.