Chá de bugre: para que serve e contraindicações

O chá de bugre é uma bebida preparada a partir de uma planta de origem sul americana, muito comum desde o Nordeste até o Sul do país. Ela é largamente utilizada para fins medicinais como inibidor de apetite, diurético e para a perda de peso, sendo indicada como poderoso emagrecedor.

Essa erva, também conhecida como porangaba, bugrinho, café-do-mato e louro-salgueiro, não é tão comum de ser encontrada, nem é tão frequente ouvir falar nela, mas seus benefícios são relevantes para a saúde e comprovados cientificamente. Ou seja, vale a pena garimpar em busca dela.

Uma curiosidade da Cordia salicifolia Cham. – nome científico do bugre – são seus pequenos frutos vermelhos que podem ser torrados e servir como substituto do café. (1)

Ramos e frutos do chá de bugre

Além de emagrecer, o chá de bugre atua como poderoso cicatrizante, curando feridas e queimaduras (Foto: Reprodução | Sérgio Bordignon/UFRGS)

Nesse texto você vai conferir informações sobre como essa planta age no organismo, de que forma ela deve ser utilizada em prol do bem-estar e se existe alguma contraindicação para o seu consumo.

Benefícios do chá de bugre

Entre os principais benefícios do chá de bugre estão as ações diurética, estimulante e redutora de apetite. Na cultura popular acredita-se que seu uso impede o acúmulo de gordura no corpo, evitando a celulite, e controlando a obesidade e inchaços. Também é tido como regulador do colesterol e como cicatrizante.

Emagrece

Uma pesquisa realizada em Santa Catarina apontou o chá de bugre como emagrecedor e capaz de desinchar a silhueta. Nesse caso, a redução das medidas corpóreas se dá pela diminuição dos níveis de líquidos no organismo através da diurese que essa planta estimula. (2)

Vamos explicar!

O chá de bugre é tido como um dos diuréticos mais potentes. Ele atua aumentando a quantidade de urina produzida pelo organismo, dessa forma, pouca água será reabsorvida pelo corpo, evitando a retenção de líquido.

Esse processo traz uma grande vantagem para quem deseja perder peso: eliminando o inchaço, normalmente mais frequente no abdômen, coxas e quadril, o físico se apresenta mais fino e seco. Outra grande utilidade é a diminuição expressiva das celulites, ocasionada pela retenção de líquido.

É importante frisar que o emagrecimento real se dá com a perda de líquido, mas, sobretudo, com a perda de gordura. Para tanto, reeducação alimentar e atividades físicas são imprescindíveis.

Regula o colesterol

A ação do extrato da planta foi eficaz na diminuição tanto dos níveis do colesterol total, quanto dos níveis de triglicerídeos.

Essa consequência é decorrente da ação inibitória da planta sobre as enzimas digestivas, responsáveis por quebrar a gordura da alimentação em moléculas menores para serem absorvidas pelo intestino. O bugre inibe essa absorção e aumenta sua excreção. (1)

Cicatrizante

A alantoína, presente na composição do chá de bugre, é reconhecida e aceita pelas áreas médicas por seu efeito cicatrizante. De acordo com um estudo realizado na Universidade de São Paulo, essa substância e seus derivados possuem efeito suavizante, quando aplicados sobre a pele.

Isso se deve ao fato dessa substância ligar-se à matriz da camada córnea da pele, aumentando a capacidade de ligação da queratina com a água, facilitando a hidratação e amaciamento da pele. (3)

Desse modo, a alantoína anestesia e estimula o processo de cura, sendo indicada para tratar inúmeras afecções da pele, como: psoríase, dermatites diversas, seborreia, acne, hemorroida, queimadura. E, internamente, para úlceras no sistema gastrointestinal. (3)

Como fazer o chá de bugre?

O extrato para o chá de bugre é obtido através da tintura (que é a infusão da erva em álcool de cereais) e do chá da folhas. (2)

Chá

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) das folhas secas de bugre
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Coloque a erva na água e ferva por 10 minutos. Coe e beba antes das principais refeições e nunca exceda duas xícaras desse chá por dia. Para o uso como cicatrizante externo, faça uma compressa com esse chá na região desejada. Também é possível usá-lo para banhos.

Tintura

Ingredientes

  • 200 gramas da erva seca
  • 1 litro de álcool de cereais.

Modo de preparo

Coloque a erva num pote de vidro e acrescente o álcool. Tampe e deixe descansando por, no mínimo, 8 dias. Coe. A recomendação para o uso da tintura é que sejam diluídas 5 gotas em 50ml de água. Esta diluição deve ser realizada e consumida 3 vezes por dia, durante 15 a 20 dias. (2) Dica: o álcool pode ser substituído por vinagre de maçã.

Contraindicações

Não há relatos de contraindicações e efeitos colaterais nas literaturas consultadas.

Importante! Todo medicamento, seja sintético ou natural, deve ser orientado e supervisionado por um médico. A automedicação é perigosa para a saúde.

Referências

(1) PELIZZA, Maqueli Carina. Uso de Cereus sp.e Cordia ecalyculata Vell. como emagrecedores: uma revisão. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/26826/000758661.pdf?sequence=1. Acesso em: 27 de setembro de 2019.

(2) FREITAS, Tiago Luan Labres de; et al. Investigação Medicinao de Cordia Salicifolia: relato de experiência no curso de graduação em enfermagem, Universidade Federal da Fronteira Sul – SC. Acesso em: 26 de setembro de 2019.

(3) DIAS, Taís Garcia. Estudo farmacognóstico de Porangaba (Cordia eca/ycu/ata Vell. – Boraginaceae) e identificação de adulterações, Universidade de São Paulo, 2004. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-18042017-163612/en.php. Acesso em: 27 de setembro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Lívia Mota
Jornalista (DRT-PE: 4909), possui especialização em marketing e acumula experiência de mais de 10 anos no ramo da comunicação. Seu currículo reúne conhecimento nas áreas de produção e monitoramento de conteúdo para web, em comunicação empresarial interna e externa e na prestação de assessoria. Trabalhou no jornalismo impresso e digital com repórter, tendo passado pelas editorias de política, economia, cultura, polícia e cidades. Atualmente é editora da empresa iHaa Network, conglomerado de sites no qual o Remédio Caseiro faz parte.