Catarro no nariz e na garganta – eliminando com tratamentos

O catarro serve para impedir a entrada de vírus e bactérias no corpo, o que a torna uma barreira defensiva

O catarro é uma condição que vem acompanhada de doenças infecciosas que atacam o sistema respiratório. Dependendo da gravidade da infecção, o catarro também pode aparecer na garganta, dificultando a respiração e causando muito incômodo, sobretudo nas crianças. Para acabar com esse problema, diversos tratamentos naturais podem ser realizados.

As doenças que são relacionadas com o catarro podem acometer pessoas no verão, porém, o inverno é o período onde mais se identifica a incidência dela. Isso acontece devido a umidade que está presente no ar. A presença de secreção no corpo é normal, desde que ela apareça em pequenas proporções, pois é justamente ela que faz a filtragem das vias respiratórias, retendo a entrada de corpos estranhos.

O que é o catarro

A secreção, ou catarro como é mais conhecido, é produzido pelo corpo humano. Ele serve para impedir a entrada de vírus e bactérias no corpo, o que faz com que ele seja visto como uma barreira. A grosso modo, ele é formado por água, sais minerais e resto de células. A secreção é produzida nas vias respiratórias principalmente quando esta sofre ação infecciosa, tais como gripe, resfriado e sinusite.

O normal é que o catarro seja incolor e ralo

O catarro aparece três dias após a ação dos micro-organismos (Foto: depositphotos)

No dia a dia, o corpo é capaz de se proteger contra a ação de vírus e bactérias que são levados as vias respiratórias por meio do ar, poeira ou até contato direto com algo infectado. Quando a ação desses microrganismos supera essas defesas naturais, o próprio corpo se encarrega de reforçar a ação para que os danos causados sejam os menores possíveis.

Nessa hora entra em cena a ação das glândulas presentes nos brônquios. Elas começam a produzir uma secreção mais espessa. Ela é empurrada para a garganta. Nesse caminho ela ganha ainda mais corpo quando passa a se misturar com restos de anticorpos, podendo, inclusive, mudar de cor e cheiro. Isso faz com que a gravidade da infecção também seja dimensionada.

O normal é que o catarro seja incolor e ralo. Quando a secreção começa a ganhar mais volume e dificultar a respiração é sinal de que algo errado está acontecendo com o corpo. Se a coloração do catarro mudar de incolor para branco é sinal de que o corpo está sendo atingido por uma gripe ou resfriado. Para a coloração amarela, uma rinite ou sinusite está sendo desenvolvida. Para o verde, o sinal é de pneumonia.

Veja tambémDias frios pedem sucos que previnam gripe e resfriados

A incidência de catarro

Na maioria dos casos, o catarro aparece três dias após a ação dos micro-organismos. Na identificação de qualquer um desses sintomas, o mais sensato é recorrer ao médico. Dependendo de cada caso, ele passará o tratamento mais adequado para que o problema seja rapidamente resolvido. É importante destacar que a presença dessa secreção no corpo pode levar à quadros mais complicados.

Para acabar com o problema, você pode investir também em tratamento naturais, concebidos a partir da utilização de plantas, ervas e outros ingredientes que podem ser encontrados com facilidade no dia a dia. Porém, vale deixar claro que esse tratamento não substitui a consulta médica. Por sinal, é bom que o médico tenha conhecimento desse tratamento, pois garantirá ainda mais segurança para o paciente.

Tratamentos para acabar com o catarro

A partir do conhecimento que vem sendo passado através das gerações, algumas receitas naturais passaram a ser referência no que diz respeito a eliminação do catarro. Seja através da utilização de ervas ou demais ingredientes que apresentam propriedades ligadas a eliminação do catarro. Também é importante destacar que a ingestão de frutas ricas em vitamina C também podem ajudar no processo de cura.

Veja tambémAprenda como fazer infusões para sinusite

A partir de agora, conheça algumas receitas naturais que prometem ajudar na eliminação do catarro:

Chá de aipo

Ingredientes

  • 200 ml de água filtrada;
  • Um punhado de folhas de aipo;
  • 10 gotas de própolis.

Modo de preparo

Com ajuda de uma panela com tampa, leve a água para ferver. Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e acrescente as folhas de aipo. Deixe a mistura descansar por cinco minutos. Lembre-se de deixar a panela fechada para auxiliar no processo de infusão. Passado esse tempo, use uma peneira para remover as folhas. Antes de beber, coloque o própolis. A recomendação é tomar até quatro xícaras durante o dia.

Chá de folhas de abacateiro

Ingredientes

  • 200 ml de água filtrada;
  • Uma porção pequena de folhas de abacateiro;
  • Mel para adoçar.

Modo de preparo

Leve a água para ferver em uma vasilha com tampa. Assim que atingir o ponto ebulição, desligue o fogo e acrescente as folhas do abacateiro. Deixe descansar por cinco minutos. Antes de ingerir, retire as folhas com ajuda de uma peneira e acrescente um pouco de mel. A bebida pode ser ingerida em até quatro dosagens durante o dia.

Veja tambémAumente a imunidade! Use meias molhadas e se livre da gripe

Chá mistura de ervas

Ingredientes

  • 200 ml de água filtrada;
  • 2 folhas de artemísia;
  • 3 folhas de eucalipto;
  • 3 folhas de hortelã;
  • 3 folhas de malva;
  • Mel para adoçar.

Modo de preparo

Com ajuda de uma panela com tampa, coloque a água para ferver. Assim que ela entrar em ebulição, desligue o fogo e acrescente todas as ervas de uma só vez. Misture-as e deixe descansar por 10 minutos. Para ajudar no processo de infusão, deixe a panela tampada durante todo o tempo. Antes de beber, a recomendação é retirar as folhas com ajuda de uma peneira, logo em seguida, adoce com mel. A recomendação é que o chá seja tomado de três a quatro vezes durante o dia.

Suco de cebola, alho e limão

Ingredientes

  • 3 cebolas;
  • 4 dentes de alho;
  • Suco de três limões;
  • Uma pitada de sal;
  • 20 gotas de própolis.

Modo de preparo

Com ajuda de um liquidificador, coloque a cebola cortada, o alho, o suco dos três limões e o sal. Bata tudo até formar uma mistura bem homogênea. Logo em seguida, passe toda a mistura por uma peneira e acrescente o própolis. Acondicione o suco em uma garrafa de vidro bem higienizada. A recomendação é tomar de três a quatro colheres de sopa do suco por dia.

Veja também:

5 chás para curar gripes e resfriados