Cáscara sagrada: descubra para que serve e se realmente emagrece

Rhamnus purshiana, popularmente conhecida como cáscara sagrada, está na lista dos medicamentos fitoterápicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O motivo? Trata-se de um laxante natural para prisão de ventre ocasional. (1)

E ao contrário do que muitos possam pensar, não é de hoje que a planta começou a ser utilizada para esse fim, uma vez que os índios da América do Norte já aproveitavam do efeito purgativo da erva. Atualmente, cientistas buscam encontrar outros benefícios associados às cascas secas dessa árvore.

Emagrecer e regular a menstruação são alguns dos efeitos populares relacionados à cáscara sagrada. No entanto, ainda há pouco conhecimento científico que comprove essas ações.

Ramos e frutos da cáscara sagrada

As cascas secas da cáscara sagrada produzem um chá com poderoso efeito laxante (Foto: depositphotos)

Veja a seguir, quais são os benefícios realmente comprovados e saiba qual a melhor forma de tomar esse remédio natural.

Para que serve cáscara sagrada?

A ação laxante dessa planta é ideal para tratar constipação intestinal por dois fatores. O primeiro deles é a transformação de substâncias presentes na cáscara, os hidroxiantracenos e as antraquinonas livres. Eles são absorvidos no intestino grosso e transformados em metabólitos ativos.

Quando estão nessa forma, eles estimulam os neurônios do sistema nervoso entérico causando um aumento do peristaltismo. Para quem não sabe, os movimentos peristálticos estão presentes em diversos órgãos, como esôfago e intestino. Eles ocorrem de forma involuntária e são responsáveis por empurrar o alimento ao longo do tubo digestório, facilitando também a evacuação. Em outras palavras, a planta provoca uma irritação intestinal.

Associado a esse mecanismo, há ainda um aumento de secreção de água no intestino. Portanto, esse líquido auxilia na formação e expulsão das fezes. (2,3) De acordo com o nutricionista e especialista ortomolecular, Leone Gonçalves, a prisão de ventre pode ser resolvida com o uso de laxantes naturais, como é o caso do chá de cáscara sagrada.

Além dele, o profissional recomenda outros alimentos que ajudam a soltar o intestino. “Aumentar a ingestão de fibras, líquidos e alimentos probióticos já ajuda e muito. O melhor remédio para a constipação sempre serão hábitos saudáveis”, alerta o nutricionista.

Emagrece ou regula a menstruação?

Durante muito tempo as cascas dessa árvore foram tidas como emagrecedoras, pois ao soltar o intestino o corpo acaba perdendo também grandes quantidades de água e nutrientes, dando ao paciente uma sensação de emagrecimento.

No entanto, segundo a estudiosa Clariane Ramos Lôbo, da Universidade Paulista, esse sentimento de perda de peso é falso, uma vez que o efeito emagrecedor não se confirma na planta em questão. (3)

Já com relação à menstruação, é verdade que os compostos antraquinônicos presentes na cáscara possam causar o aumento da intensidade do sangramento nesse período. Contudo, isso não significa dizer que o chá e as demais formas de uso desse medicamento natural sejam capazes de regular a menstruação. Inclusive, é contraindicado fazer seu uso durante o fluxo, podendo causar um aumento no sangramento. (4)

Como tomar?

É comum fazer a ingestão desse medicamento de duas formas, como chá ou cápsulas. Para fazer a decocção é preciso comprar as cascas secas que podem ser encontradas em lojas de produtos naturais (online ou físicas) ou em feiras livres. Já as cápsulas podem ser encontradas em farmácias.

Em ambos os casos, é recomendado seguir o tratamento até, no máximo, uma semana. Mais tempo que isso pode causar diarreia, perda de eletrólitos e dependência. Também vale ressaltar que depois da ingestão desse remédio natural, o tempo estimado para o início da sua ação é de 8 a 10 horas. (1,5)

Chá de cáscara sagrada

Fazer decocção não tem mistério, basta ferver 150 ml de água com uma colher (de café) de cascas secas. Depois de pronto é só coar e esperar esfriar. É recomendado tomar de meia a uma xícara do chá por dia, preferencialmente antes de dormir. (1)

Cápsulas

É aconselhado ingerir até duas cápsulas por dia desse medicamento, no meio da tarde ou antes de dormir. E essa versão da cáscara sagrada pode ser adquirida sem receita médica. (5)

Contraindicações

“Não deve ser usado por pessoas com obstrução intestinal, refluxo, inflamação intestinal aguda (doença de Crohn), colite, apendicite ou dor abdominal de origem
desconhecida, pacientes com histórico de pólipo intestinal”, aconselha o Ministério da Saúde. Ainda segundo o órgão, grávidas, lactantes e menores de 12 anos também devem evitar a ingestão desse medicamento natural. (1)

Efeitos colaterais da cáscara sagrada

Os efeitos adversos podem surgir devido ao excesso da dose recomendada. Mesmo sendo um laxante natural, a cáscara sagrada pode provocar desconfortos no trato gastrointestinal, especialmente em pacientes com algum problema crônico nos órgãos do sistema digestivo.

Outros sintomas passíveis de ocorrer são: alteração na cor da urina, dor abdominal, náusea e vômito. (1)

Por fim, mais um cuidado ao consumir essa planta: as interações medicamentosas. Ervas laxantes, como essa e a senna, podem atrapalhar os remédios absorvidos no intestino. Por isso, se há uso de remédios controlados, é importante consultar um médico antes de começar o tratamento com a Rhamnus purshiana. (6)

*Artigo feito com a colaboração do material passado pelo nutricionista, especialista em medicina ortomolecular, Leone Gonçalves  (CRN 5 7604). 

Referências

(1) Ministério da Saúde e Anvisa. “Monografia da espécie Rhamnus purshiana (Cáscara sagrada)“. Brasília, 2014. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2016/fevereiro/05/Monografia-Rhamnus.pdf. Acesso em 22 de outubro de 2019.,

(2) DARROZ, Jaqueline Viol; et al. “Utilização de fitoterápicos no tratamento de constipação intestinal“. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, 2014. Disponível em: http://revistas.unipar.br/index.php/saude/article/view/5176/2996.Acesso em 22 de outubro de 2019.

(3) LÔBO, Clariane Ramos. “Cáscara Sagrada (Rhamnus purshiana): Uma Revisão de Literatura Sacred Bark (Rhamnus purshiana): A Literature Review“. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, 2012. Disponível em: http://revistafacesa.senaaires.com.br/index.php/revisa/article/viewFile/28/23.Acesso em 22 de outubro de 2019.

(4) Ativus Farmacêutica. “Senan“. Disponível em: https://www.farmagora.com.br/BACKOFFICE/Uploads/Bula/Senan.pdf. Acesso em 22 de outubro de 2019.

(5) Herbarium. “Cáscara sagrada“. Disponível em: https://static-webv8.jet.com.br/drogaosuper/Bulas/7896083400164.pdf. Acesso em 22 de outubro de 2019.

(6) FUGH-BERMAN, Adriane. “Herb-drug interactions“. George Washington University School of Medicine and Health Sciences, Department of Health Care Sciences, Washington, DC 20037, USA, 2000. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/12640585_Herb-Drug_Interactions. Acesso em 22 de outubro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.