,

Calosidades: o que é e quais remédios tratam e evitam o problema

Remover as erupções com lixas e escalda-pés são opções indolores

O organismo humano é naturalmente inteligente, tendo em vista que possui autodefesa. Por exemplo, quando a pele sofre agressões constantes em um mesmo lugar, as células criam uma espécie de couraças para proteger a epiderme. Esta camada mais elevada que a pele recebe o nome de calo, que por sua vez é formado por um conjunto de células mortas.

Primeiro forma-se uma calosidade mole e mais fácil de ser tratada e eliminada. Porém, se a agressão nesta mesma área for contínua e caso ela não receba a atenção necessária, o calo pode evoluir formando uma superfície mais endurecida. Estas fases dos calos podem ou não doer, mas pode também incomodar visualmente.

Quem deseja eliminar estas calosidades, pode optar por diversos tratamentos disponíveis em farmácias, mas estas não são as únicas saídas. De acordo com o livro “1.001 Remédios Caseiros”, existem alternativas mais baratas, eficazes e naturais de eliminar os calos. Sem ter a necessidade também de cortá-los com lâminas ou qualquer outro instrumento cortante.

Como tratar calos nos pés

Pedras e lixas

Se o calo for grosso, a dica é utilizar-se de uma pedra-pomes

Pedra-pomes podem ser facilmente encontradas em farmácias e mercados (Foto: depositphotos)

Quando o calo é mole, é ideal usar uma lixa de unha para remover as células mortas que existem neste local e mesmo assim não causar nenhuma irritação na pele, pois este tipo de problema é mais sensível às interferências dos tratamentos. Portanto, a dica é lixar a calosidade após o banho morno ou depois de um escalda-pés.

Já se o calo for mais grosso e estiver causando dor, a dica é utilizar-se de uma pedra-pomes, produto feito a partir de um fragmento de mineral vulcânico e que pode ser encontrado em qualquer farmácia.

Assim, deve-se lixar a região dolorida com cuidado após o banho morno ou do escalda-pés. Vale ressaltar que não adianta tentar lixar de uma vez só, pois a calosidade não vai sumir, é necessário usar a pedra aos poucos para não causar irritação na pele. Dependendo do calo, pode sumir em algumas semanas.

Ácido salicílico caseiro

O ácido salicílico pode ser preparado em casa a partir da aspirina

O ácido salicílico pode ser encontrado em farmácias (Foto: depositphotos)

O ácido salicílico pode ser encontrado em farmácias, mas é um produto muito forte e que se não for utilizado de maneira correta pode acabar infeccionando a pele. Por esta razão, é mais indicado preparar o próprio ácido em casa usando como base a aspirina.

Neste caso é necessário esmagar cinco aspirinas, até que elas fiquem completamente em pó. Em seguida, misture este resultado com meia colher (de chá) de suco de limão e meia colher (de chá) de água. Depois que a pasta estiver pronta, aplique no calo, cubra com plástico e envolva uma toalha aquecida em volta. Após 10 minutos, retire tudo e passe, com delicadeza, a pedra-pomes na calosidade.

Água com sal de Epsom

O sal de Epsom pode ser usado para um escalda-pés

O sal de Epsom pode ser adquirido nas farmácias (Foto: depositphotos)

O sal de Epsom pode ser adquirido nas farmácias e deve ser misturado com água de acordo com suas orientações vindas na bula. Após fazer a mistura corretamente, o paciente pode colocar os pés submersos a esta substância a fim de amolecer os calos. É importante lembrar que, quando mais mole o calo é, com mais facilidade ele sai.

Veja também: Os sinais que os pés podem dar sobre alterações na circulação

Prevenir: sempre a melhor opção

Apesar de existirem diversos tratamentos para retirar os calos, alguns até indolores, nada ainda é melhor do que prevenir estas calosidades. Por esta razão, é preferível adotar algumas medidas, como:

  • Fazer um escalda-pés, pelo menos, uma vez na semana;
  • Usar hidratantes nos pés após o banho;
  • Sempre comprar sapatos no final do dia, quando os pés estão mais inchados, não tendo o risco de acabar com sapatos apertados;
  • As mulheres devem reservar os saltos para ocasiões especiais e dá sempre preferência aos que possuem acolchoamento na ponta.

Veja também: Descubra os benefícios de mergulhar os seus pés em vinagre de maçã