5 benefícios do alho e receitas com ele

Além de ser um excelente tempero por seu sabor intenso e marcante, o alho também pode ser usado como um potente antibiótico natural, combatendo a gripe e aumentando a imunidade.

Há registros de que o alho já era utilizado quando as pirâmides de Gizé foram construídas, há mais de 5 mil anos. Na medicina, ele já era prescrito por Hipócrates, conhecido como o pai da medicina ocidental, para o tratamento de uma variedade de doenças, principalmente respiratórias.

Dentes de alho

Usar o alho com frequência torna o corpo mais resistente a viroses e resfriados (Foto: depositphotos)

Com o avanço da ciência a maioria dos benefícios do alho foi comprovada. Hoje, sabe-se que o alho pode ajudar no tratamento de resfriados, reduz a pressão sanguínea e melhora o colesterol.

Quer saber tudo sobre o alho e suas formas de utilização, além da culinária? Então continue a leitura.

5 benefícios do alho para a saúde

O alho é um alimento extremamente nutritivo e de baixo índice calórico: aproximadamente 4,5 por cada dente cru. Isso significa que você pode consumi-lo sem culpa.

Segundo a nutricionista Camila Lemos, “o alho, Allium Sativum L. (nome científico), possui vitaminas (A, B2, B6, C), sais minerais (ferro, selênio, silício e iodo), aminoácidos e enzimas. O principal princípio ativo é a alicina, que atribui ao alho o efeito antimicrobiano natural (antifúngico, antibacteriano), antioxidante, de melhora da imunidade”.

A alicina é um composto obtido quando o alho é cortado ou amassado, através de uma reação enzimática. Este composto com propriedades antibióticas comprovadas existe para proteger o alho contra predadores e também está presente em alimentos como a cebola e o alho-poró.

Confira alguns de seus principais benefícios para a saúde:

1- Combate o resfriado

Estudos mostram que a alicina é altamente eficaz no combate e prevenção do resfriado comum. Em um estudo recente, 146 voluntários foram divididos em dois grupos. Um deles ingeriu placebo e outro consumiu diariamente cápsulas de alicina.

Após o período de 12 semanas, o índice de resfriados entre os que consumiram alicina foi 63% menor. A duração média dos sintomas também foi 70% menor. (1)

Esse resultado somente é possível, pois, essa substância age como um desinfetante natural, devido a seu alto poder antibiótico. Além de deter os vírus e bactérias já instalados, o principal ativo do alho torna o sistema imunológico mais forte, através da produção de glóbulos brancos (leucócitos), evitando a reincidência destas doenças.

Portanto, tomar uma boa xícara de chá de alho com limão pode, sim, ajudar a combater e prevenir resfriados simples.

2- Reduz a hipertensão arterial

Sabe-se que a hipertensão arterial é um importante fator de risco para diversas doenças graves e potencialmente fatais, como o AVC e o infarto.

Além do acompanhamento médico regular e uso de medicação contínua, estudos mostram que o alho pode ajudar a reduzir a pressão arterial em indivíduos hipertensos e manter o organismo mais saudável e longe dos riscos. (2)

Isso acontece pois, em termos mais simples, o enxofre e a alicina ajudam a “afinar o sangue”, em uma reação semelhante à do AAS, evitando que coágulos se formem e dilatando os vasos sanguíneos. Com isso, o sangue passa a circular mais facilmente pelas veias e artérias, diminuindo a pressão arterial e as chances de doenças cardiovasculares, como derrame.

3- Controla o colesterol

O colesterol nem sempre é um vilão. Trata-se de uma substância essencial para o bom funcionamento do organismo, protegendo as células e participando da constituição de órgãos vitais.

O grande segredo, portanto, está no equilíbrio entre os níveis de HDL (colesterol bom) e LDL (colesterol ruim). Segundo estudos a alicina do alho pode ajudar a diminuir os níveis de colesterol total e, principalmente de LDL. (3, 4)

4- Previne o Alzheimer

O alho possui ação comprovadamente antioxidante, o que ajuda a proteger as células e órgãos vitais. Segundo estudos, o alho, através da redução do colesterol, hipertensão, ação antioxidante e anti-inflamatória, ajuda a evitar doenças como Alzheimer e outras demências, inibindo o declínio cognitivo e protegendo os neurônios, melhorando a aprendizagem e a memória. (5)

Estes antioxidantes atuam fazendo uma verdadeira faxina no organismo e deixando-o livre dos radicais livres e toxinas que, além de acelerar o processo de envelhecimento, ainda são a causa de diversas doenças.

5- Aumenta a imunidade

Com tantos benefícios, não é fácil imaginar que a imunidade também ganha com o uso frequente do alho, seja na alimentação ou em forma de chás e suplementos.

Essa, na verdade, é uma simples consequência de todos os itens anteriores: através do efeito antibiótico, diminuição do colesterol e ação antioxidante o sistema imunológico se torna mais resistente e, portanto, menos suscetível a doenças comuns, como gripes, resfriados e viroses.

Tabela nutricional

Porção de 100 gramasQuantidade por porção
Valor energético113 Kcal
Proteína7,0 g
Colesterol –
Carboidrato23,9 g
Fibra4,3 g
Cálcio14 mg
Fósforo149 mg
Ferro0,8 mg
Sódio5 mg
Potássio535 mg
Zinco0,8 mg
Magnésio21 mg

* Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. Dados retirados do TACO, edição revisada e ampliada.

Como descascar alho?

Pode parecer bobagem, mas muitas pessoas têm dificuldades em encontrar uma maneira prática e rápida de descascar o alho e deixá-lo pronto para uso. Aliás, esta dica tem ligação direta com os benefícios deste alimento: para que a alicina possa ser integralmente aproveitada, é bom picá-lo cerca de 10 minutos antes do uso.

Veja alguns truques simples que vão facilitar a sua vida na hora de descascar o alho:

Usando o micro-ondas: coloque a cabeça de alho no micro-ondas por, aproximadamente, 20 segundos. Retire-o com cuidado, pois estará quente. Abra a cabeça do alho cuidadosamente e note que os dentes facilmente se desprenderão da casca. Observação: evite fazer isso com os dentes avulsos.

Usando um pote com tampa: coloque a quantidade de dentes de alho que deseja usar em um pote plástico com tampa, feche-o e chacoalhe com força, por aproximadamente 30 segundos. Ao abrir o pote notará que os dentes já estarão sem a casca.

Deixando de molho: coloque vários dentes de alho em um pote com água suficiente para cobri-los. Deixe de molho por, no mínimo, 1 hora e notará como a casca se soltará com facilidade. Esta dica é válida para quando você tem mais tempo e deseja descascar vários dentes de uma só vez. Mas, lembre-se de picá-los somente na hora de usar para manter suas propriedades.

Água de alho: o que é, para que serve e como preparar em casa 

A água de alho é uma forma de extrair todos os benefícios do alimento, sem necessariamente consumi-lo na alimentação. Isso porque, segundo a nutricionista Camila, “a melhor forma de aproveitar as propriedades da alicina é não usar calor”.

Quanto a indicação do uso da água de alho, ela responde que “a água de alho é altamente eficaz para quem precisa aumentar a imunidade e/ou apresenta infecções fúngicas de repetição, como a candidíase”.

O preparo da água de alho é bastante simples e pode ser feito em casa para consumo diário. Para extrair as propriedades da alicina, o ideal é macerar a quantidade de alho desejada e colocá-los em um recipiente com água em temperatura ambiente, deixá-lo em repouso por 12 horas, sem contato com a luz. Após este período, a água de alho está pronta para ser consumida ao longo do dia.

Contraindicações e efeitos colaterais

Assim como qualquer alimento, o uso indiscriminado ou em excesso pode trazer prejuízos à saúde. Por conta de seu efeito anticoagulante, Camila alerta que seu uso é contraindicado para “gestantes, nutrizes e crianças, e pessoas que forem realizar cirurgia devido ao efeito do anticoagulante, ou que já fazem uso de algum anticoagulante”.

Aprenda a preparar receitas simples com alho

Quer agradar a saúde e o paladar ao mesmo tempo? Então é hora de tirar o alho da reserva e deixá-lo ser protagonista de pratos deliciosos e saudáveis. Confira duas receitas para fazer em casa hoje mesmo:

Molho pesto

Pote com molho pesto de alho

Essa receita pode acompanhar saladas, carnes e torradas (Foto: depositphotos)

O molho tradicional italiano é excelente para acompanhar massas diversas e dá um toque de sofisticação e sabor incrível ao prato.

Ingredientes

  • 4 dentes de alho espremidos
  • 1 colher (de chá) de sal
  • 1 xícara (de chá) de folhas de manjericão fresco picadas
  • 3 colheres (de chá) de nozes sem casca trituradas
  • 100 gramas de queijo parmesão ralado
  • ½ xícara (de chá) de azeite
  • Pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes em uma tigela, misture bem até formar uma pasta homogênea. Conserve em um vidro esterilizado.

Dica: para triturar as nozes utilize um processador, um pilão ou as mãos.

Manteiga de alho

Torrada com manteiga de alho

A manteiga com alho é muito pedida em churrascos (Foto: depositphotos)

Quer dar um toque de chef ao seu churrasco de fim de semana? A manteiga de alho adiciona um sabor especial às carnes vermelhas, mas também acompanha legumes e peixes com maestria. Além disso, ainda é super fácil de preparar, confira:

Ingredientes

  • 500 gramas de manteiga com sal
  • 1 cabeça de alho
  • Salsinha e cebolinha a gosto
  • Pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo

Corte a cabeça do alho, coloque sal, pimenta e regue com azeite. Enrole no papel-alumínio e leve para assar em forno médio por cerca de 15 minutos ou até o alho ficar bem mole. Depois, descasque os dentes de alho e amasse-os bem. Coloque na manteiga com os demais ingredientes e misture.

Com tantos benefícios e receitas simples de fazer, o que falta para incluir definitivamente o alho no seu dia a dia? Seja através do chá de alho, água de alho ou de uma infinidade de receitas e molhos existentes, o alho tem tudo para deixar sua dieta muito mais saborosa e nutritiva. Sua saúde agradece.

*Artigo feito com a colaboração da nutricionista Camila Lemos Marques (CRN2 10831).

Referências

(1) JOSLING, P. Preventing the common cold with a garlic supplement: a double-blind, placebo-controlled survey. Adv Ther, 2001, Jul-Aug;18(4), 189-93. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11697022 . Acesso em: 28 de outubro de 2019.

(2) RIED, K; FRANK, O.R; STOCKS, N.P. Aged garlic extract lowers blood pressure in patients with treated but uncontrolled hypertension: a randomised controlled trial. Maturitas, 2010, Oct, 67(2), 144-50. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20594781. Acesso em: 28 de outubro de 2019.

(3) RIED, K; TOBEN, C; FAKLER, P. Effect of garlic on serum lipids: an updated meta-analysis. Nutr Rev, 2013 May; 71(5):282-99. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23590705. Acesso em: 28 de outubro de 2019.

(4) SILAGY, C; NEIL, A. Garlic as a lipid lowering agent–a meta-analysis. J R Coll Physicians Lond, 1994 Jan-Feb; 28(1):39-45. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8169881. Acesso em: 28 de outubro de 2019.

(5) BOREK, C. J. Garlic reduces dementia and heart-disease risk. Nutr., 2006, mar, 136. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16484570. Acesso em: 28 de outubro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Bruna Souza
Paulista, geminiana e apaixonada pelo universo da leitura e da escrita, decidiu fazer desse mundo sua profissão e atua como redatora freelancer desde 2017.