Abricó – Benefícios e propriedades

Além de ser um ótimo remédio natural para a febre, o uso do abricó pode combater tumores e a gota

O abricó é uma planta rica em propriedades nutricionais e benefícios para a saúde. De nome científico Mammea americana, a árvore é chamada de abricoteiro e seu fruto é conhecido também como abricó-do-pará, abricó-de-são-domingos e abricote. Comum no norte do Brasil, o abricó possui vários efeitos e modos de usar.

Planta encontrada nos Estados Unidos e no Brasil, o abricó é um fruto carnoso e bastante amargo, com uma única semente. Em território nacional, é principalmente encontrado e consumido no estado do Pará.

Apesar de produzir frutos comestíveis, outras partes da árvore também podem ser utilizadas, como as folhas e sementes. Estas para a produção de chás e receitas.

Propriedades do abricó

O abricó possui vários nutrientes benefícios para a saúde, tratamento e prevenção de doenças, assim como facilita a vida de modo geral.

Entre os benefícios do abricó podemos citar seu potencial para inseticida natural, combatendo vermes

Além do fruto, as folhas e sementes desse fruto também são muito utilizadas (Foto: Reprodução | Wikimedia Commons)

Possui ativos que são utilizados como potenciais inseticidas, e nutrientes capazes de combater parasitas, tanto na parte externa quanto interna do organismo. É rico em vitaminas do complexo B, principalmente B1, B2 e B5. Tem em sua composição também a vitamina C e fibras em sua casca.

Possui sabor e ação adstringente, que favorece o trabalho do estômago, auxiliando o sistema digestivo.

Confira a composição do abricó:

  • Calorias: 22, 10 kcal
  • Água: 94 g
  • Carboidratos: 3,92 g
  • Proteínas: 0,49 g
  • Lipídios; 0,50 g
  • Vitamina A (Retinol equivalente): 32 RE
  • Vitamina B1 (Tiamina): 37,00 mcg
  • Vitamina B2 (Riboflavina): 185,00 m
  • Niacina: 0,40 mg
  • Vitamina C (Ácido ascórbico): 7,60 mg

(Dados: “As frutas na medicina natural” – D. Balbach e D. Boarim, p. 36)

Veja também: Faça um repelente baratinho com óleo de andiroba

Benefícios do abricó para a saúde

Combate a febre

O abricó é conhecido pelo seu efeito antipirético, ou seja, de diminuir a temperatura corporal. Algumas propriedades do abricó inclusive são usadas na produção de remédios para o tratamento de febre.

Para obter esse benefício natural, é recomendada a ingestão da infusão das folhas ou fruto. Para preparar a infusão, basta lavar bem as folhas ou fruto e deixá-los imersos em água fervente por 10 minutos. Ingerir morno e em colheradas. O sabor é amargo.

Tratamento de ácido úrico elevado

O uso regular do abricó é ótimo para o tratamento de ácido úrico. Isso acontece devido às propriedades medicinais encontradas no fruto in natura. A hiperuricemia pode ser tratada com a ingestão regular e natural da fruta, não através de chás, doces, licores ou compotas.

Para ter seu efeito potencializado, o abricó deve ser consumido exclusivamente em uma das refeições secundárias, como o lanche da tarde ou da manhã.

Combate parasitas

As propriedades do abricó também são capazes de eliminar parasitas da pele e do sistema digestivo e instestinal. É ótimo no tratamento do conhecido bicho-do-pé, por exemplo. Ajuda também no combate a fungos nas unhas e sarna.

Para tratar problemas na pele, deve ser usada a resina extraída da casca do abricoteiro, ou as folhas frescas e raízes. Deve ser aplicada sobre a região com o auxílio de algodão.

Para ajudar no combate a parasitas no sistema digestivo e intestinal, é recomendada a ingestão da fruta de forma natural ou mesmo do chá produzido com as cascas da fruta. Para isso, deixe as cascas secas na água fervente por 10 minutos em uma panela tampada. Em seguida, espere amornar, coe e beba.

Além desse efeito, a resina do abricoteiro é muito eficiente no alívio e tratamento de feridas causadas por picadas de insetos. Além de proteger das picadas, ajuda a aliviar o incômodo causado por elas.

Veja também: Picada de mosquito? Trate com remédios naturais

Diminui a hipertensão arterial

Pesquisas sobre o abricó afirmam que as propriedades contidas na composição do fruto ajudam no controle da pressão arterial, quando o objetivo é diminuí-lo.  

Para obter esse benefício, o abricó precisa ser adicionado à dieta do hipertenso, sempre evitando a ingestão de sal e gorduras, que podem neutralizar o efeito positivo do abricó e acabar piorando a situação.

Mais benefícios do abricó para a saúde

Apesar do gosto amargo, o abricó é cheio de propriedades e benefícios para a saúde

O abricó é do tamanho de uma laranja e sua polpa é carnuda e cor de abóbora (Foto: Reprodução | Wikimedia Commons)

  • É ótimo para eliminação de catarro no organismo;
  • Ajuda no tratamento de gota;
  • Ajuda a combater cálculos;
  • Trata doenças relacionadas a ausência de vitamina C, como escorbuto;
  • Alivia e trata artrite;
  • Combate o raquitismo;
  • Ajuda no tratamento de tuberculose;
  • Ajuda a combater tumores em geral.

Características geral do abricó

De acordo com Balbach e Boarim, no livro “As frutas na medicina natural”, o abricó é fruto da árvore da família das Gutíferas. O fruto é do tamanho de uma laranja e apresenta uma massa cor de abóbora, de teor doce e aromática, com aderência à casca.

É um alimento saudável e bastante saboroso, principalmente quando encontrado em forma de compotas. Nesse último caso, se assemelham em textura e sabor ao damasco. Também é usado na produção de doces e licores de sabor inconfundível.

O abricoteiro é uma árvore frondosa, de grande porte – podendo chegar aos 15 metros de altura – e que possui formato piramidal. As folhas medem até 14cm de comprimento. As flores são brancas e perfumadas.

Dos brotos dos frutos do abricoteiro é produzido o monin, uma bebida alcóolica. Os brotos são amassados e fermentados, até constituírem uma bebida semelhante ao vinho, tanto em aspecto quanto em nível de álcool.

Para cultivo dessa planta, deve ser feito o semeio ou plantio por meio de mudas, nos períodos que correspondem geralmente de setembro a novembro em locais cujo clima seja quente e úmido (como no Pará), e tenha solos férteis. Os frutos são colhidos na estação do outono.

Veja também: Quais plantas são tóxicas e venenosas e portanto não servem para chás  

O uso do extrato de abricó

O consumo do abricó consegue melhorar o aprendizado e a absorção de conteúdos

O chá das folhas do abricó consegue controlar febres (Foto: Reprodução | Wikimedia Commons)

Muitos estudos comprovam que o uso do extrato/essência das flores de abricó é capaz de estimular a atividade cerebral, promovendo melhor aprendizado e absorção de conteúdos em geral, assim como potencializar a memória.

Trabalha em deficiências mentais de nível leve, como dislexia e perda de foco. É super proibido para pessoas autistas, pois estas já possuem dificuldade para diminuir a atenção. Sendo assim, são prejudicados por essas substâncias que ativam o cérebro.

É indicado e usado em fórmulas de uso diário consumidas por estudantes e trabalhos que exigem alto nível de concentração e atenção, como motoristas, pilotos e profissionais da saúde.

As dúvidas que cercam o abricó

Muitas pessoas acreditam que o abricó faz mal, mas isso é resultado do senso comum. A maioria dessas dúvidas surgiram devido ao fruto. O sabor doce pode ser também bastante amargo na casca e polpa de abricó, assim como o teor acre (que causa crispação/enrugamento da boca), pode causar enjôo se for consumido de forma errada.

No geral, basta não consumir em jejum e lavar bem a casca da fruta antes de consumi-la para evitar que esse problema aconteça. Muita gente gosta também do efeito que a polpa deixa na boca e língua. Uma adstringência superior a causada por frutas como limão e laranja.

Entretanto é preciso de um paladar desenvolvido para alcançar o sabor doce do abricó, por trás do amargo. O hábito alimentar ocidental é repleto do consumo de açúcares e temperos, por isso é difícil apreciar sabores com teor amargo.

Sobre o autor

24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.