A conjuntivite pode ser aliviada com remédios caseiros!

O uso de alternativas caseiras no combate a conjuntivite alivia os sintomas e acelera a recuperação

Olhos vermelhos e ardendo, lacrimação, produção de remela e visão comprometida; esses são alguns do sintomas da conjuntivite, doença geralmente contagiosa e que atinge os olhos.

Ainda que seja uma enfermidade que pode atingir graus severos e deva ser tratada por um médico oftalmologista, há alternativas caseiras para os sintomas.

Por ser uma doença de fácil contágio (sendo possível a transmissão ao contato com pessoas doentes ou objetos contaminados), é muito comum haver surtos da doença em ambientes como escolas, creches, empresas e, no maior dos casos, cidades (epidemia, no caso).

No Brasil, os surtos da doença são comuns e provocam muitos incômodos na população. Esses episódios acontecem porque no geral, a conjuntivite em questão é causada por vírus e bactérias, que facilitam a transmissão da irritação.

O que é conjuntivite?

A conjuntivite pode ser causada por substâncias tóxicas, bactérias, vírus e alergias

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva (Foto: depositphotos)

De acordo com o Hospital de Olhos de São Paulo (Hosp), a conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva provocada por agentes externos, como substâncias tóxicas, bactérias, vírus e até mesmo alergias. A conjuntiva citada é a membrana transparente que existe entre a pálpebra e o globo ocular.

Ainda segundo a unidade de saúde, os sintomas da conjuntivite são:

  • Olho vermelho e lacrimejante;
  • Inchaço nas pálpebras;
  • Intolerância à luz;
  • Visão embaçada;
  • Visão borrada.

Veja também: Seus olhos lacrimejam sem parar? Veja aqui o que é e como parar isso

Além dessas características, há também a produção de secreção nos olhos. Em alguns casos também, a conjuntivite pode causar dores de cabeça, devido ao stress que causa e a intolerância à luminosidade.

Uma informação importante sobre a doença é que a conjuntivite comum é a viral (causada por vírus), e que mesmo esse tipo da doença quanto os outros tipos (alérgica, bacteriana ou causada por agentes tóxicos), devem ser tratados por um médico especialista.

Apesar de ser comum, a conjuntivite pode atingir graus sérios e chegar a comprometer a visão durante e após o aparecimento da doença. No caso da conjuntivite bacteriana, é necessário inclusive um tratamento com antibióticos. Apesar disso, na maioria dos casos, é de fácil tratamento.

Remédios caseiros para a conjuntivite

Um remédio caseiro para conjuntivite é usar água salgada e aplicar com conta-gotas

Compressas e alimentos ricos em vitamina C podem aliviar o problema (Foto: depositphotos)

Camomila

A camomila é uma erva com um grande poder de alívio. Conhecida pelo seu efeito tranquilizante, a camomila pode ajudar muito a aliviar a irritação nos olhos.

Você pode literalmente lavar o olhos com a água da infusão da camomila (ferver a água com a erva por 10 minutos, depois retirar a erva e esperar esfriar) ou pode umedecer algodão e limpar os olhos. Lembre de nunca reutilizar algodão, pois ele pode ficar contaminado.

Outra dica legal utilizando a camomila é umedecer um pano ou toalha com a infusão morna da camomila e utilizar como compressa. Além de diminuir a irritação e vermelhidão, a compressa de camomila vai reduzir o inchaço e proteger os olhos.

Compressas

As compressas são muito indicadas no tratamento da conjuntivite e outras enfermidades que atinge os olhos. Em farmácias é muito comum encontrar máscaras de olhos feitas de gel justamente fabricadas com o propósito de servir como compressas para os olhos.

As compressas podem ser geladas ou mornas, e cada uma tem uma finalidade no tratamento da conjuntivite. As compressas frias servem para aliviar a irritação e dar a sensação de refrescância aos olhos (que ficam ardendo durante a doença). Já as compressas quentes, ajudam a reduzir o inchaço e vermelhidão.

Veja também: Não descuide da saúde dos olhos! Evite alguns hábitos

Água salgada

A água salgada também pode ajudar a descontaminar os olhos durante um episódio de conjuntivite. Isso acontece porque o sal tem propriedades antibactericidas e ajuda a eliminar micro-organismos e agentes contaminantes.

Ferva duas xícaras de água pura e adicione uma colher (de sopa) de sal durante a fervura e misture bem. Quando estiver morno ou frio, tire uma xícara da mistura e lave os olhos. Cuidado para não contaminar o restante da mistura, senão ela não servirá depois.

Você também pode colocar a água salgada em um conta-gotas esterilizado e usar como colírio duas a três vezes por dia. Ao entrar em contato com os olhos, a solução vai arder, mas não vai prejudicar os olhos. Pelo contrário, será ótimo para manter os olhos higienizados.

Lembrando que essa segunda opção não substitui o uso dos colírios ou pomadas receitadas por um médico oftalmologista.

Alimentos com vitamina C

As frutas e verduras ricas em vitamina C e nutrientes que enriquecem o sistema imunológico ajudam muito no tratamento da conjuntivite. Eles não são capazes de aliviar os sintomas da doença, mas auxiliam para encurtar o tratamento.

Entre os principais alimentos que ajudam no fortalecimento do sistema imunológico estão a laranja, limão, uvas, batatas, acerola, mel de abelha, batata doce, macaxeira, feijão preto, brócolis, alface e couve-flor.

Adicione alguns desses alimentos na dieta e, dessa forma, o tratamento da conjuntivite pode durar menos do que o comum. Lembre também de ingerir muita água.

Veja também: Mancha vermelha no olho: o que pode ser e como tirar

Cuidados necessários durante a conjuntivite

Para evitar a recontaminação da conjuntivite, evite coçar os olhos

Evite levar as mãos até os olhos para se precaver contra a recontaminação (Foto: depositphotos)

Ainda de acordo com o Hosp, existem alguns cuidados muito importantes que o paciente deve tomar durante o tratamento da conjuntivite, seja ela de qualquer tipo. Os principais cuidados são:

  • Lavar mãos frequentemente (para evitar mais contaminação nos olhos e transmissão).
  • Evitar levar as mãos até os olhos para evitar a recontaminação.
  • Evitar coçar os olhos.
  • Higienizar bem as mãos antes e depois de usar colírios, pomadas ou as alternativas caseiras.
  • Higienizar as embalagens de colírios e pomadas após o uso.
  • Ficar longe de agentes irritantes (como fumaça e vapor) e/ou alérgenos (como pólen e poeira);
  • Não usar lentes de contato até estar completamente curado.
  • Não dividir lençóis, toalhas, travesseiros e outros objetos de uso pessoal, pois são transmissores potenciais da doença.
  • Evitar piscinas até estar completamente curado (pois pode piorar a situação da doença e transmitir para outras pessoas).

Veja também: Confira receitas de colírios caseiros para conjuntivite