8 alimentos saudáveis e baratos que talvez você não sabia

Conheça alguns alimentos que carregam uma injusta fama de serem prejudiciais para a saúde

Existem diversos alimentos que carregam (muitas vezes injustamente) a fama de serem prejudiciais para à saúde. Mas a verdade é que algumas dessas comidas e bebidas além de serem saudáveis são também extremamente baratas.

É muito importante desmistificar e conhecer a fundo os alimentos que consome, deixando de lado alguns dos preconceitos que foram impostos em muitas comidas que carregam fama de serem prejudiciais, quando, na verdade, nem todas são.

Outra mistificação que existe em torno da alimentação saudável é que toda comida e bebida benéfica para a saúde, será necessariamente, mais cara. Conheça alguns alimentos que ajudam a manter a saúde e ainda podem ser uma grande economia para o bolso. 

Alimentos saudáveis e baratos

1. Abacate

Coma abacate e viva uma vida saudável

Rico em nutrientes, abacate é barato e saudável para se comer (Foto: pixabay)

Por ser uma fruta rica em gordura, o abacate costuma ser um alimento que causa medo em muitas pessoas. Mas a verdade é que a gordura natural encontrada no abacate é bem diferente daquelas encontradas em alimentos processados, como em comidas de fast food.

Segundo uma pesquisa realizada pela Pennsylvania State University, a gordura natural encontrada na fruta diminui riscos de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.

2. Spaghetti à bolonhesa

Consuma spaghetti à bolonhesa e viva uma vida saudável

Muita gente pode pensar que não, mas spaghetti à bolonhesa é saudável (Foto: pixabay)

O spaghetti (e grande parte das massas) tem um má reputação devido a quantidade de carboidratos, que costuma ser visto como um grande vilão em pessoas que fazem dieta. Mas o prato como um todo é, na verdade, algo extremamente saudável.

O molho bolonhesa é rico em proteínas e ferro, que ajuda a fortalecer os músculos. Já o licopeno, também encontrado no ingrediente, é responsável por estimular os níveis de energia do organismo.

Veja também: Estudos comprovam: alimentos derivados do leite fazem bem a saúde

Já a massa do macarrão, caso feita com trigo integral, torna-se um prato cheio de muita fibra. E o corpo também precisa de carboidrato para se manter saudável. Em relato divulgado pelo site ActiveBeat, o especialista McKinley Health Centre, na Universidade de Illinois, referiu-se à essa moléculas orgânicas como principal fonte de combustível do corpo.

3. Bananas

Saudável, a banana é rica em açúcares benéficos para o organismo

Rica em açúcares benéficos, a banana é um alimento extremamente saudável (Foto: pixabay)

Por serem frutas ricas em açúcar e carboidratos e estarem constantemente presentes em receitas de tortas e sorvetes, muitas pessoas encaram a banana como uma vilã para a saúde. Mas as razões para começar a ingerir banana na dieta são inúmeras. Alimento rico em potássio, fibra e vitaminas, a fruta proporciona ao corpo energia para aguentar o dia inteiro.

A forma como a banana fornece essa energia ao organismo é algo inteiramente natural, diferente de adoçantes artificiais encontrados em muitas receitas de doces, por exemplo.

4. Manteiga de amendoim

Proteica, manteiga de amendoim é muito saudável para o organismo

Além de saborosa, a manteiga de amendoim é rica em proteínas (Foto: pixabay)

A manteiga de amendoim também é um alimento rico em gordura e, por isso, é logo visto como algo bem negativo para a saúde. O que poucas pessoas sabem é que o alimento também contém bastante proteína, fibras e muita vitamina E.

As gorduras insaturadas presentes na manteiga de amendoim é fortemente associada à redução do “colesterol ruim”, ajudando a prevenir diversas doenças cardiovasculares. Mas para isso procure consumir as manteigas de amendoim naturais e orgânicas, que não possuam conservantes.

Veja também: Prato colorido: o que a cor dos alimentos diz sobre as suas propriedades

5. Café

Saudável, o café tem perdido muito o posto de vilão

Visto como vilão, o café promove benefícios para a sua saúde (Foto: pixabay)

A reputação do café costuma ser ruim porque a bebida geralmente é associada ao vício. Além disso, muitas pessoas costumam adicionar nele ingredientes como creme e açúcar, tornando a bebida algo muito insalubre.

O café, quando consumido em dosagens pequenas, é benéfico para à saúde. O ideal é consumir, no máximo, duas xícaras por dia. E se preferir adoçar a bebida, opte por usar mel em vez do açúcar branco. Caso prefira café com leite, use a bebida desnatada, de preferência.

6. Milho

Frutose presente no milho é uma das responsáveis pelo potencial desse alimento

Milho é um alimento rico em frutose e portanto muito saudável (Foto: pixabay)

Os alimentos mais insalubres encontrados na alimentação (como biscoitos e muitos doces) possuem xarope de milho como ingrediente. Por ser algo rico em frutose, o milho também é um alimento que acabou desenvolvendo uma má reputação.

Mas o milho em si é um alimento muito saudável, rico em proteínas, fibras e vitaminas. Apenas evite consumi-lo em excesso e tente não misturá-lo com ingredientes como sal e manteiga.

7. Coxas de galinha

Coxas de frango podem ficar mais leves e saudáveis

É possível deixar as coxas de frango mais leves e saudáveis para consumir (Foto: pixabay)

A maioria dos nutricionistas indicam para os pacientes a ingestão de peito de frango sem gordura e que evitem carnes escuras. Apesar das coxas de frango possuírem mais gordura que o peito da ave, essas gorduras são monoinsaturadas saudáveis e podem apresentar vários benefícios para o coração. A dica para deixá-lo mais saudável é tentar mariná-lo horas antes de cozinhá-lo.

Veja também: Descubra quais são os alimentos amigos do coração

8. Ovos

Saudável e barato, ovo é uma ótima alternativa para seus pratos

Antioxidante e rico em proteínas, ovo é uma mistura saudável e barata para suas refeições (Foto: pixabay)

Assim como os demais alimentos citados, devido a quantidade de gordura presente, o ovo também é visto por muitos como um grande perigo para a saúde. Vale a pena ressaltar que o ovo é rico em vitaminas A e D, luteína (antioxidante que protege olhos e pele) e proteínas que ajudam a manter a sensação de saciedade por mais tempo.

Sobre o autor

Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.