10 alimentos ricos em Iodo

O iodo é uma substância que regula a produção de hormônios pela tireoide

A alimentação é um fator que tem o poder de interferir diretamente no bem-estar das pessoas. Nesse sentido, você já deve ter ouvido falar do iodo, certo? Dentro desse tema, que tal conhecer os 10 alimentos ricos em iodo?

Esse é um conhecimento bastante válido, sobretudo para quem está procurando uma reeducação alimentar ou inserir hábitos saudáveis na rotina. Porém, antes disso, você deve conhecer bem o que vai comer.

Já em relação aos alimentos ricos em iodo, antes de inseri-los no seu dia a dia, o mais indicado é que um profissional médico esteja em constante acompanhamento. Isso vai evitar uma série de problemas e possíveis reações alérgicas.

Alimentos ricos em iodo

O iodo é uma substância que regula a produção de hormônios pela tireoide. Essa função está diretamente relacionada ao bom funcionamento do corpo, sobretudo no que se refere aos processos metabólicos, cérebro e sistema nervoso.

A partir da lista de alimentos que será apresentada na sequência, você vai perceber que a grande maioria dos alimentos com relevante quantidade de iodo são os de origem marinha. Porém, eles não são exclusividade.

Frutos do mar

A maioria dos alimentos com relevante quantidade de iodo são os de origem marinha (Foto: depositphotos)

Veja agora uma lista com os 10 alimentos ricos em iodo:

  • Atum em conserva
  • Algas secas
  • Bacalhau
  • Camarão
  • Lagosta
  • Peito de peru assado
  • Ameixas secas
  • Ovos cozidos
  • Bananas
  • Vagem

Depois de conhecer a lista, agora chegou a hora de detalhar cada um desses alimentos. Preste atenção nas indicações a seguir. É bom ressaltar que, na dúvida, é sempre bom procurar orientação com o seu médico!

Veja também: Saiba se sua tireoide está com nível de iodo suficiente

Atum em conserva

O atum em conserva é um alimento bastante consumido, sobretudo pela facilidade em encontrá-lo. Uma porção com 85 gramas do alimento fornece 17 microgramas de iodo. Vale ressaltar que a versão enlatada em óleo contém mais iodo.

Além desse mineral, o atum também fornece proteína, vitamina D e ferro, o que representa um ganho para a dieta. O atum pode ser consumido em saladas, lanches, como acompanhamento em outros pratos e em molhos.

Algas secas

As algas secas possuem altas concentrações de iodo. Só para se ter ideia, uma porção equivalente a 7 gramas de algas contém 4.500 microgramas de iodo. É bom destacar que isso representa mais que a quantidade diária recomendada.

Bacalhau

O bacalhau é um peixe que possui pouca gordura e muitos nutrientes na sua composição. No que diz respeito a quantidade de iodo, uma porção com 85 gramas fornece 99 microgramas.

Além de muito saboroso, o bacalhau é um alimento fácil de ser preparado, podendo ser consumido como prato principal ou acompanhando saladas. Além do iodo, ele fornece ainda vitamina E, cálcio, magnésio, potássio e ômega 3.

Camarão

Além de ter a capacidade de fornecer proteína e cálcio para a alimentação humana, o camarão ainda possui relativa quantidade de iodo na sua composição. Em uma porção de 85 gramas de camarão, 35 microgramas de iodo são encontradas.

Devido a sua versatilidade, o camarão é um alimento que está bastante presente no cardápio do brasileiro. Além de ser consumido em molhos e massas, o camarão também entra na elaboração de risotos e saladas.

Lagosta

Se comparada com outros frutos do mar, a lagosta é um alimento que não é tão consumido no dia a dia. Porém, quando o assunto se refere a quantidade de iodo presente na sua composição, ela chama bastante atenção.

Uma porção de 100 gramas de lagosta fornece 100 microgramas de iodo. Contudo, é uma ótima sugestão para quem não quer sair da dieta. Ela pode ser encontrada nos supermercados ou restaurantes.

Peito de peru assado

O peru é bastante conhecido pelas pessoas que costumam prestar bastante atenção na alimentação, já que fornece vitaminas e sais minerais essenciais para o corpo. Na lista, podem ser destacados potássio, fósforo e vitaminas do complexo B.

Já em relação a quantidade de iodo, em uma porção de 85 gramas de peito de peru cozido podem ser encontradas 34 microgramas de iodo.

Ameixas secas

A ameixa seca é um alimento muito fácil de ser encontrado. Ela possui vitaminas, nutrientes, sais minerais, além de fibras. Em relação ao iodo, uma porção de cinco ameixas possui 13 microgramas de iodo.

A facilidade do consumo agrega a ameixa relevante presença na alimentação humana. Ela pode ser consumida in natura ou combinada com iogurtes, saladas, pratos principais e até sobremesas.

Ovos cozidos

O ovo cozido é considerado um dos mais completos alimentos, principalmente quando levado em consideração a quantidade de vitaminas e sais minerais. Na sua composição são encontradas vitamina A e D, zinco, cálcio, além de antioxidantes.

Mas nesse artigo, o que realmente está interessando é a quantidade de iodo. Sendo assim, um ovo cozido possui 12 microgramas de iodo. Somada a todas essas benfeitorias, o ovo ainda ajuda a emagrecer e é fácil de ser consumido.

Bananas

As frutas são alimentos que devem fazer parte de qualquer dieta saudável. No caso da banana, ela fornece uma série de nutrientes para complementar a dieta. No que diz respeito ao iodo, uma banana média contém 3 microgramas da substância.

A forma mais comum e rápida de consumir a banana é da forma natural, mas ela também pode fazer parte do seu cardápio a partir do preparo de saladas de frutas, shakes e outras sobremesas, a exemplo de tortas e bolos.

Veja tambémRemédios caseiros para problemas na tireoide

Vagem

Muita gente torce o rosto quando se depara com a vagem no cardápio, porém, ela possui vitamina C, potássio e ácido fólico. Já para quem está de dieta, ela pode ser consumida sem preocupação, já que possui baixo índice calórico.

Quando o assunto está relacionado a quantidade de iodo, uma porção de meia xícara de vagem contém 3 microgramas. Para consumi-la, basta investir no preparo de saladas ou outras combinações de prato.

Quantidade ideal diária

Pelo que já deu para perceber, o consumo do iodo é imprescindível para o bom funcionamento do corpo. Porém, você sabe qual é a quantidade ideal para que o seu corpo esteja suprido durante o dia?

Para responder essa pergunta, você precisa levar em consideração uma série de fatores, desde a idade do paciente, sexo e até as necessidades de nutrientes necessitadas por cada organismo. Veja uma média:

  • Do nascimento até os 6 meses de vida: 110 microgramas
  • Dos 7 aos 12 meses: 130 microgramas
  • De 1 anos aos 8 anos de idade: 90 microgramas
  • Dos 9 anos aos 13 anos de idade: 120 microgramas
  • A partir dos 14 anos de idade: 150 microgramas
  • Mulheres grávidas: 220 microgramas
  • Mulheres amamentando: 290 microgramas

As quantidades foram desenvolvidas pela Food and Nutrition Board, no Instituto de Medicina das Academias Nacionais, como um conjunto de valores utilizados para planejar e avaliar a ingestão de nutrientes de pessoas saudáveis.

Para que serve o iodo

O iodo é um elemento considerado vital para o crescimento e desenvolvimento normal do corpo. Sua atuação está diretamente ligada ao funcionamento da glândula da tiroide, controlando as taxas metabólicas.

A substância é tão importante no corpo, pois sem a sua presença, os hormônios da tireoide não poderiam ser sintetizados. O iodo chega até o corpo através da alimentação, por isso, é bom ficar de olho no cardápio.

Em linhas gerais, o corpo precisa de 100 a 200 mcg de iodo por dia. Isso garante o pleno funcionamento e o bem-estar da pessoa.

“O iodo é essencial para manter as funções saudáveis da tireoide, além de prevenir o câncer e outras doenças. Ele está presente em todo o corpo em praticamente todos os órgãos e tecidos; necessários para quase todos os sistemas corporais para nos manter vivos e energizados”, endossa o médico Juliano Pimentel.

Benefícios do iodo

Pelo que já deu para perceber, incluir o iodo na alimentação representa um ganho imensurável para o corpo. Além de ser um reforço para o bom funcionamento do corpo, a substância ainda possui a capacidade de evitar outros problemas.

Veja mais sobre os benefícios do iodo:

  • Reforça o sistema imunológico
  • Mantém os níveis de energia em equilíbrio no corpo
  • Previne alguns tipos de câncer
  • Remove substâncias tóxicas do corpo
  • Auxilia no crescimento normal e maturidade dos órgãos reprodutivos
  • Combate a doença fibrocística
  • Faz bem para a pele, dentes e unhas
  • Evita a perda de cabelo

O que faz o iodo no organismo

Diretamente falando, a função do iodo no organismo é regular a produção de hormônios pela tireoide. Dessa forma, ele consegue manter os níveis em equilíbrio, a fim de fazer com que o corpo funcione de forma correta.

Para as crianças, desde a gestação até os primeiros anos de vida, o iodo ajuda a manter o processo metabólico equilibrado, seja em relação ao crescimento, desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso.

É bom destacar que a falta de iodo no organismo pode trazer uma série de complicações. Porém, em contrapartida, o excesso também pode provocar algumas reações que não são vistas como normais.

O que provoca a carência de iodo no organismo

Como foi citado anteriormente, a falta de iodo no organismo pode resultar em uma série de consequências para o funcionamento do mesmo. A princípio, a falta da substância causa bócio, hipertireoidismo ou hipotireoidismo.

Veja também: Alimentos que eliminam a chance de problema na tireoide

Quando o foco são as crianças, a falta de iodo pode resultar em problemas cognitivos. É bom que as mães fiquem atentas, pois já durante a gravidez, os níveis de iodo devem estar em equilíbrio, já que o problema pode partir dessa fase.

Até os três anos de idade, a mãe também deve prestar atenção na alimentação do filho, pois a falta de iodo pode resultar em problemas no desenvolvimento cognitivo. O mais comum é a dificuldade na aprendizagem escolar.

Em todo caso, consumir iodo em excesso também pode trazer algumas complicações para a saúde. Diarreia, dor abdominal, náusea, vômito, taquicardia, lábios e pontas dos dedos azuladas são os mais comuns.

Iodo e a saúde

Depois de ler todo o artigo, além de conhecer os 10 alimentos mais ricos em iodo, você também teve oportunidade de conhecer muitas outras curiosidades relacionadas a essa substância tão importante para o desenvolvimento e saúde humana.

Caso você tenha alguma dúvida sobre o processo, o mais indicado é que um médico seja consultado. Ele possui conhecimento suficiente para direcionar as suas atitudes em relação a alimentação, trazendo saúde e bem-estar para os seus dias.

Sobre o autor

Formado em Jornalismo pela UniFavip | Wyden. Já trabalhou como repórter e editor de conteúdo em um site de notícias de Caruaru e em três revistas da região. No Jornal Extra de Pernambuco e Vanguarda de Caruaru exerceu a função de repórter nas editorias de Economia, Cidades, Cultura, Regional e Política. Hoje é assessor de imprensa do Shopping Difusora de Caruaru-PE, Seja Digital (entidade responsável pelo desligamento do sinal analógico no Brasil), editor da revista Total (com circulação em Pernambuco) e redator web do Remédio Caseiro.