Você conhece a fruta pão?

Você conhece a fruta pão? Descubra seus benefícios e propriedades e entenda porque pode ser a resolução para a fome no mundo


Pode parecer estranho ouvir esse nome, mas a fruta pão vem sendo conhecida ao redor do mundo como um novo superalimento. Isso porque, segundo cientistas, ela é rica em proteínas e, além disso, a unidade de três quilos tem a porção de carboidrato de uma refeição para uma família de cinco pessoas. Isso faz dela um alimento que pode amenizar o problema da fome em alguns países, segundo o Jornal Daily Mail.

De nome científico artocarpus altilis, a fruta pão possui polpa de coloração esverdeada, e sua textura é semelhante à da batata. A planta é estudada há anos por cientistas e, uma deles, a Diane Ragone, ao estudar variedades da fruta pão de 34 países diferentes desde os anos 1980, juntamente com Nyree Zerega, da Universidade do Noroeste, em Chicago, nos Estados Unidos, constatou que essa fruta tem genes semelhantes aos da breadnut que, em tradução livre, significa noz-pão.

Solução para a fome

Diane, no ano de 2003, criou o Instituto Fruta-Pão do NTBG, cuja plantação encontra-se na Ilha de Maui, nos Estados Unidos, onde cientistas trabalham com a instituição Alliance to End Hunger – traduzindo de forma livre, “Aliança para acabar com a fome”. Juntas, as duas instituições têm o objetivo de produzir e distribuir a fruta-pão para lugares do mundo todo objetivando diminuir a fome.

Você conhece a fruta pão?

Foto: Pixabay

Na Polinésia, tradicionalmente, é plantada uma fruta-pão sempre que uma criança nasce. Com isso, uma grande quantidade desse alimento acabou se tornando bastante popular no local, seguindo a ideia de que esse hábito de plantio garantiria alimentos ao longo de toda a vida da criança.

A planta exige poucos cuidados, e por isso tende a dar ainda mais certo. Trinta e cinco mil frutas-pão já foram enviadas para 26 países, que incluem a Jamaica e o Haiti.


História

A planta foi levada pelos navegadores ingleses às suas colônias nas Antilhas, já por estarem a par de seus benefícios e suas propriedades, que a caracterizavam como um excelente e barato alimento para a mão-de-obra escrava.

A primeira tentativa, no entanto, falhou durante a Revolta no Bounty, no século XVIII. Porém, no ano de 1773, a segunda tentativa chegou ao sucesso parcial, tendo as plantas introduzidas na região. Os escravos, no entanto, não apreciaram muito o sabor, continuando a comer bananas.

O governador do estado do Pará, no entanto, gostou da ideia dos ingleses e introduziu a planta na região e também no Maranhão. Posteriormente, Dom João VI também gostou da ideia de alimento barato, que possibilitaria a diminuição das reivindicações da população menos abastada.

A planta passou a espalhar-se, ganhando destaque por suas propriedades, apesar de não causar grandes entusiasmos aos ser provada pela primeira vez.

Benefícios e propriedades

A fruta pão é rica em vitaminas B1, B2, B5, além de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. Atua como laxante e suas folhas atuam como um excelente medicamento caseiro contra dores reumáticas. As fatias da fruta podem ser usadas para combater os furúnculos.

Formas de consumo

Não se recomenda o consumo da fruta pão ao natural, mas em substituição ao pão. Pode-se cozinhar e misturar ao farelo de trigo, ou ainda frita ou assada.


Reportar erro