Verbena – Usos e propriedades dessa planta

Muito comum na Europa e na América do Norte, a verbena é uma planta medicinal…


Verbena

Imagem: Reprodução

Muito comum na Europa e na América do Norte, a verbena é uma planta medicinal frequentemente associada à erva daninha. Com um efeito calmante contra o nervosismo e outros distúrbios no intestino ou gástricos relacionados ao estresse, a planta acabou conhecida por ser a matéria prima de uma infusão poderosa no combate a esses problemas nervosos. Utilizando as folhas secas, o chá de verbena é capaz de acalmar e aliviar dores extremadas com o estresse ou nervosismo. Na planta, seus constituintes são: óleo essencial, glicosídeos iridóide, taninos e princípios amargos. Vale lembrar que em território nacional, essa erva medicinal também é conhecida pelos nomes populares Planta de Sorte, Urgebão, Erva de Fígado e Erva de Ferro.


Propriedades da verbena

  • Afrodisíaca
  • Adstringente
  • Aperiente
  • Calmante
  • Diurética
  • Depurativa
  • Sedativa
  • Sudorífera

Os diversos usos da verbena

  • Controla ansiedade;
  • Ameniza os sintomas da asma, bronquite e faringite;
  • Ajuda nos problemas gástricos, como gastrite, úlcera e aftas;
  • Problemas nervosos são os maiores motivos pelos quais essa planta é utilizada;
  • Dificuldades no bom funcionamento dos rins e na respiração podem ser tratadas com a verbena;
  • Espasmos gastrointestinais podem ser amenizados com os efeitos da planta;
  • Dispepsia, conjuntivite, reumatismo, sinusite, febre, faringite, estomatite, insônia e taquicardia são outros exemplos de casos que podem ter uma solução fazendo uso da erva;
  • Situações complicadas na pele, como furúnculos e celulite também são curadas ou amenizadas, respectivamente, pelo uso correto das propriedades da verbena;
  • Dificuldades para dormir;
  • O apetite pode ser reforçado com a planta.

Atenção!

Pessoas com distúrbios na tireóide ou mulheres menstruadas devem evitar o consumo da verbena!

Sempre procure por um médico ao decidir fazer o uso de tratamentos com plantas medicinas, pois nem sempre por ser algo natural, quer dizer que não fará mal. Pode ser que algum dos componentes tenha efeitos contrários no organismo de quem usar a planta, causando sintomas alérgicos e altamente perigosos. Por isso, pergunte ao seu médico o melhor tratamento para o seu caso.


Reportar erro