Valeriana para a ansiedade

Em pleno século XXI, não podemos negar que a ansiedade é o mal do século.…


Em pleno século XXI, não podemos negar que a ansiedade é o mal do século. Ela acomete a maioria dos brasileiros, desde sua pré-adolescência, e caso não seja cuidada pode perdurar por toda a vida. Não estamos falando aqui de uma simples ansiedade por uma festa, um nascimento ou uma data importante; mas sim sobre a ansiedade descabida e exagerada por motivos diversos e, muitas vezes, pequenos. A ansiedade em seu nível preocupante pode causar falta de ar, coração acelerado, perda do sono ou noites mal dormidas. Assim, em alguns casos buscar auxílio médico é fundamental e de extrema importância, mas não se deve descartar a medicina natural e sua sabedoria.

Valeriana para a ansiedade

Foto: Reprodução

Uma planta muito eficaz nesse quesito é a valeriana (Valeriana officinallis).  saiba como ela age em casos de ansiedade e aposte nela!

Propriedades

As principais propriedades da planta valeriana são:


  • Sedativas;
  • Calmantes;
  • Soníferas;
  • Relaxantes.

Ainda, além das propriedades acima – que são fundamentais para reduzir a ansiedade – a valeriana também age como antiespasmódica e anticonvulsionante.

Benefícios

O consumo regular da valeriana diminui o tempo que o indivíduo leva para adormecer; melhora a qualidade de sono; acalma e relaxa os músculos. É indicada também para quem sofre de epilepsia, estresse, insônia e, até mesmo para quem está parando de fumar. O motivo de tantos benefícios é que a planta valeriana age no organismo comprovadamente como um ansiolítico, ou seja, ela gera sensação de paz no momento é que interage com o corpo. Assim, além das indicações já citadas, alguns acreditam que ela é importante até mesmo para largar medicamentos nos quais as pessoas se viciam sem que seus corpos continuem necessitando deles. Frisamos, no entanto, que nenhum tratamento deve ser iniciado ou interrompido sem orientação e acompanhamento médico.

Contraindicações e efeitos colaterais

O consumo da planta valeriana é contraindicado para pessoas alérgicas ou hipersensíveis; mulheres gestantes; mulheres em fase de lactação; crianças menores de dez anos e pessoas em situação pré-operatória. Seu consumo em grandes doses ou sem acompanhamento médico pode gerar efeitos colaterais, sendo eles: indisposição gastrintestinal; dores de cabeça; tonturas; alergias; dilatação da pupila; fadiga; mãos trêmulas; sonolência; sensação de aperto no peito e desordens cardíacas.

Como utilizar?

Leve ao fogo um litro de água filtrada, juntamente com 20 gramas da planta valeriana. Deixe ferver por 10 minutos, então desligue o fogo e abafe o recipiente. Quando a temperatura estiver morna, adoce a gosto e consuma o chá de valeriana. Repita o procedimento duas vezes por dia, de acordo com a orientação transmitida pelo médico para o seu caso específico.


Reportar erro