Trate o corrimento vaginal através de métodos naturais

Por Redação

Trate o corrimento vaginal através de métodos naturais

Mulher | Imagem: Reprodução

Algumas vezes surgem alguns sintomas que se confundem com infecções urinárias, tais como um corrimento amarelado e mau cheiroso, coceira na vagina, etc., mas esses podem ser sintomas de uma irritação vaginal, ou vaginite bacteriana que não é nem DST, nem infecção urinária, apenas uma alteração da flora vaginal que costuma ser ocasionada pelo aumento de bactérias nocivas que estão presentes no corrimento normal.

O corrimento de uma vagina saudável tem bactérias inofensivas em maior número do que as nocivas, mas, quando surgem situações em que o ph se altera e fica propício, estas bactérias “ruins”, anaeróbias, se proliferam aceleradamente e transformam o fluido, deixando-o com mau cheiro e com cor alterada.

Este desequilíbrio pode ter várias causas, como

  • Umidade na região vaginal por longo período de tempo, muitas vezes causada pelo uso de roupas sintéticas;
  • relações sexuais (mesmo entre homossexuais, devido à troca de fluidos); normalmente curtas, que alteram o ph e favorecem o crescimento de bactérias;
  • uso de alguns produtos químicos, como sabonetes, que podem alterar a flora vaginal;
  • uso de antibióticos que também alteram o ph vaginal e modificam o ambiente das bactérias.

Principais sintomas de uma infecção vaginal

  • Alteração na cor do corrimento;
  • Alteração no cheiro;
  • Irritação, coceira na vagina;
  • Ardência, dor e mau cheiro quando vai urinar;
  • Após as relações sexuais percebe-se mau cheiro na vagina e também um corrimento branco acinzentado;
  • Pequenos sangramentos.

Tratamentos naturais

A infecção vaginal pode ser tratada com muita eficiência através de tratamentos naturais. Veja algumas receitas muito simples que poderão restituir o ph normal da flora vaginal e controlar o crescimento desordenado das bactérias anaeróbias que causam a infecção:

Remédio caseiro

Remédio caseiro| Imagem: Reprodução

+ IOGURTE NATURAL

Pode ser ingerido e também aplicado diretamente na vagina através de um tampão (absorvente interno) embebido no iogurte. Este é um dos métodos mais utilizados e bem-sucedidos no controle desse problema.

 

+ ALHO

É um antibiótico e antifúngico natural, por isso, se comermos dois dentes de alho ao dia, estaremos protegidos de diversos tipos de infecções.

 

+ AROEIRA

Muito usada em casos de leucorreia, a planta é muito eficaz no tratamento dessa infecção.

Ferva 1g de casca de aroeira em 1 litro de água por dez minutos. Deixar amornar ou esfriar e fazer banhos de assento várias vezes ao dia.

 

+ BARBATIMÃO

Esta também é uma árvore de cujas cascas se faz ótimo remédio para tratar este problema!

Ferva 2 litros de água com 2 xícaras de cascas de barbatimão por 15 minutos e deixe esfriar um pouco. Coe e acrescente uma colher de sopa de suco de limão ou vinagre, como preferir. Fazer lavagens ou banhos de assento com esse preparo sempre que achar necessário.