Trate corrimento com um caseiro banho de assento

Conheça receitas que aliviam os sintomas deixados pelo corrimento vaginal e saiba quando ele passa a ser anormal


Corrimento vaginal é um dos sintomas mais comuns na vida de uma mulher. Mas ele pode virar um sério problema quando o cheiro começa a ser forte, a cor dele muda ou surgem coceiras e incômodos na região.

Dentro das normalidades de cor e cheiro, o corrimento vaginal não é nada grave, muito pelo contrário; é algo natural. Mas se esses sintomas começarem a se agravar, o ideal é consultar um ginecologista para evitar futuros problemas.

Corrimento vaginal: quando deixa de ser algo normal

Trate corrimento com um caseiro banho de assento

Foto: depositphotos

As mulheres em idade reprodutiva tendem a ter um corrimento vaginal normal, conhecido como corrimento fisiológico. A sua função é umedecer, lubrificar e proteger o órgão contra bactérias e outros agentes externos.

O corrimento fisiológico costuma ter 1 a 4ml de volume diário e costuma ser branco, transparente ou leitoso, com o odor quase inexistente e não chega a arder ou coçar.


Quando esse corrimento começa a mudar de características, ou seja, passa a ser mais amarelado ou puxado para o marrom, coçar e ter um cheiro muito forte, isso pode indicar alguma doença.

Fungos, bactérias, DSTs, alergias são alguns das enfermidades que possuem um corrimento anormal como sintoma. Procure um especialista.

Conheça algumas receitas caseiras que ajudarão a aliviar os sintomas deixados pelo corrimento vaginal.

Banho de assento para corrimento vaginal

Receita 1

Ingredientes

  • 1 bacia grande;
  • 30g de folhas de goiabeira;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Faça um chá com as folhas de goiabeira. Depois de fervido abafe por 10 minutos. Coe e coloque o chá em uma bacia e se sente nela.

Receita 2

Ingredientes

Modo de preparo

Coloque as gotas de óleo em um litro de água morna e se sente por até 30 minutos. Você também pode colocar 1 gota do óleo essencial de melaleuca no absorvente.


Reportar erro