Tratamentos naturais contra a depressão

Por Redação

Depressão

Imagem: Reprodução

O que é?

A depressão caracteriza-se por um estado de desânimo total, falta de motivação para realização de tarefas básicas do dia a dia e sensação constante de tristeza. Coisas que antes deixavam a pessoa animada, feliz e motivada, não tem mais nenhum efeito sobre ela.

Quais as causas?

Existem alguns tipos, dois são mais comuns: TRANSTORNO DEPRESSIVO MAIOR e DISTIMIA. Cada caso tem uma causa diferente, incluindo-se aí antecedentes, causas hormonais, como na pós-parto, genética, fatores externos, como acontecimentos, etc.

No Trantorno Depressivo Maior, a pessoa pode ficar com os sintomas por alguns dias, no mínimo duas semanas, sendo estes sintomas muito incapacitantes, a prostração toma conta do indivíduo, que não consegue reagir. Até mesmo crianças podem sofrer com esse tipo de distúrbio, mas, nas crianças, os sintomas são um pouco diferentes dos adultos.

A Distimia é considerada a forma crônica, seus sintomas, apesar de não serem incapacitantes como no Transtorno Depressivo Maior, podem também ser muito incômodos na vida do depressivo e podem durar entre dois anos ou mais. A pessoa se sente desanimada e triste a maior parte do tempo, embora não apresente alterações notáveis de humor, desejo sexual ou apetite e sono. Essas pessoas ainda podem apresentar a chamada “depressão dupla”, que consiste no quadro de distimia e um episódio de Transtorno Depressivo Maior.

A depressão pode ser tratada com métodos naturais, garantindo bons efeitos na luta para restabelecer o estado normal da atividade cerebral do paciente!

ALIMENTOS PODEM AJUDAR:

  • MEL - estimulante de um neurotransmissor importante, a serotonina, que causa a sensação de prazer e bem-estar;
  • ALFACE –  é um excelente calmante e rico em fosfato, combatendo a depressão, a confusão mental e o cansaço;
  • BANANA - rica em carbono, potássio e magnésio, fonte de vitamina B6, produz energia e também reduz a ansiedade e melhora o sono;
  • ESPINAFRE - contém potássio, ácido fólico, magnésio, fosfato, vitaminas A, C e do Complexo B, combatendo a depressão, ajudando a estabilizar a pressão e garantir o bom funcionamento do  sistema nervoso;
  • OVOS – possui elementos que melhoram o humor;
  • LARANJA – rica em vitaminas C, vitaminas do Complexo B e cálcio, colaboram para o bom funcionamento do sistema nervoso, além disso, o cálcio é relaxante muscular e combate o estresse, a fruta é energética, hidratante e combate a fadiga;
  • UVA – também estimula o funcionamento do  sistema nervoso, possui flavonóides e vitaminas que são antioxidantes, previnem o envelhecimento das células, inclusive neurônios;
  • ABÓBORA – converte o açúcar do sangue em glicose, que é um combustível para o cérebro, pois possui vitamina B6 e ferro;
  • CASTANHA DO PARÁ – como possui alta quantidade de selênio, é ótimo estimulante da atividade cerebral;
  • FEIJÃO – além de prevenir e combater doenças como diabete, doenças cardiovasculares e até neoplasias, também combate a depressão.

Outros elementos que são antidepressivos naturais: gingko biloba,  alecrim, gengibre, alcaçuz e todos os alimentos ricos em vitaminas do Complexo B, que estimulam a produção dos neurotransmissores.

Além de uma alimentação rica e seleta, também se podem fazer uso de outros métodos naturais:

  • meditação;
  • aromaterapia;
  • ioga;
  • atividades físicas leves, como caminhadas ou andar de bicicleta, pois estimulam as endorfinas;
  • beber bastante água ao longo do dia.