Temperos naturais para substituir o sal

Embora o sal seja um ingrediente importante para o organismo, ele é também um grande…


Temperos naturais para substituir o sal

Imagem: Reprodução

Embora o sal seja um ingrediente importante para o organismo, ele é também um grande vilão. Quando moderado, o seu consumo ajuda a regular os líquidos que ficam dentro e fora das células. Contudo, ao sobrecarregar o corpo com esse condimento, grandes alterações acontecem com os líquidos do organismo e logo começa a retenção de água. É assim que o coração e os rins ficam sobrecarregados, causando hipertensão e outros problemas muito relevantes. Apesar de ser um pouco difícil tirar o sal da mesa, é importante moderar bastante o seu consumo e, sempre que possível, substituí-lo por outros temperos.

Temperos que substituem o sal

Básicos de cada dia

Existem aqueles componentes que não podem faltar na maioria dos pratos principais: alho e cebola. Esses ingredientes deixam o sabor de qualquer alimento mais delicioso e, além disso, são excelentes para a saúde, até mesmo prevenindo certos tipos de câncer. O alho contribui para a diminuição da pressão arterial e dos níveis de colesterol. No caso da cebola, algumas bactérias e fungos prejudiciais ao organismo têm seu poder de atuação inibido, o que diminui as chances de contrair aterosclerose e trombose.


Termogênicos

Os alimentos termogênicos são eficientes na queima da gordura, acelerando o metabolismo e favorecendo as pessoas que querem emagrecer. O gengibre é um exemplo de alimento que pode ser usado como tempero em pratos doces ou salgados, além de ser um ótimo auxiliador no combate às náuseas e dores de cabeça. Outro tempero é a pimenta, que traz no seu sabor picante a capsaicina, uma substância antioxidante capaz de prevenir certos tipos de câncer e reduzir o colesterol ruim.

Folhas e ervas

  • Açafrão: Tem um sabor agradável e um tom amarelo que deixa o prato mais interessante. Esse condimento tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, além de que ajuda na digestão.
  • Alecrim: Sopas, arroz, carnes vermelhas ou peixes. Tudo fica mais gostoso e perfumado com essa erva. Ela combate o vírus da gripe e previne doenças nos olhos e nos rins.
  • Coentro: Sejam as sementinhas ou as folhas, o coentro dá um sabor especial aos pratos. Ele é rico em vitamina C e ferro, podendo aliviar a indigestão e acalmar os nervos.
  • Estragão: Suas folhas parecem bastante com as da erva-doce e ao adicioná-lo aos pratos, ganhará um sabor levemente adocicado. Essa erva alivia as cólicas menstruais e auxilia na digestão.
  • Louro: Acrescentar duas ou três folhas de louro no arroz, na sopa, na carne ou no feijão deixa a comida com o sabor mais delicioso. Essas folhinhas são ótimas no alívio de gases.
  • Manjericão: Essa é a erva que dá todo o toque especial nos molhos vermelhos, na salada ou outros pratos. Ela consegue acalmar os espasmos da digestão e ajuda no bom funcionamento do sistema cardiovascular.
  • Orégano: Combina muito bem com a pizza, mas não é a única comida que leva essa erva. Colocar uma pitadinha de orégano na salada, no macarrão ou no sanduíche deixa o sabor mais gratificante, mas não exagere.

Reportar erro