Tem ansiedade antes de embarcar? Saiba como evitar

De acordo com os psicólogos, os sintomas da ansiedade começam a aparecer quando as pessoas se sentem mais vulneráveis


Chegou a hora de embarca para aquela viagem tão aguardada. Mas, de repente, já no aeroporto, você começa a apresentar sintomas de ansiedade: palpitações, falta de ar, respiração ofegante, dor no peito, angústia e pressão arterial alterada. Em alguns casos, os sintomas são tão latentes que você, ou qualquer outra pessoa, não consegue embarcar.

De acordo com alguns psicólogos, esses sintomas não são difíceis de serem identificados. Eles começam a aparecer quando as pessoas se sentem mais vulneráveis ou com o nível de sensibilidade mais aflorado devido a problemas corriqueiros do dia-a-dia. Eles podem ser identificados por problemas pessoais, discussões no trabalho ou em família, noites mal dormidas e outras preocupações.

Tem ansiedade antes de embarcar? Saiba como evitar

Foto: depositphotos

Geralmente, segundo o psicólogo Nicodemos Borges, “a pessoa começa a ficar preocupada com coisas que nem percebia”. Porém, pequenas alterações emocionais ou psicológicas como essas são normais.

No entanto, em situações de crise, “ela acaba entrando em um modo de desregulação”. Controlar alguns desses sintomas pode parecer mais difícil do que parece.

Ainda de acordo com o psicólogo, a diferença entre crise de ansiedade e crise de pânico depende apenas da intensidade com que ela acomete uma pessoa. Se for uma situação comum, como viajar de avião, por exemplo, a orientação é que você não desvie o foco da atividade e continue se esforçando para realizá-la.


Como lidar com as crises?

A melhor forma para lidar com as crises de ansiedade é se submeter a terapias que vão proporcionar melhora na sua qualidade de vida. Preste atenção na sua alimentação, procure realizar atividades físicas regularmente.

Essas atitudes já vão ajudar no controle do seu estresse o que pode ocasionar situações de ansiedade. Para os casos mais graves, ao procurar um médico especializado, ele poderá receitar medicamentos.

Consequências da falta de tratamento

Se você identificou algum dos sintomas que caracterizam as crises de ansiedade, procure, imediatamente, um profissional e siga a risca suas orientações.

Em casos onde os sintomas são negligenciados, algumas consequências mais graves podem ser desencadeadas pelos pacientes. As crises podem aparecer com mais frequência, assim como a quantidade dos lugares que podem desencadear as crises.

Na maioria das vezes, as crises de ansiedade voltam a se repetir quando as pessoas estão em situações semelhantes a quando a última crise for desencadeada. Isso pode aumentar a fragilidade das pessoas para com as situações do dia-a-dia. Além do embarque no avião, as crises podem ainda ser desencadeadas em locais sem janelas, com grande fluxo de pessoas ou locais sem iluminação.


Reportar erro