Soja – Os benefícios de cada tipo

Cultivada há mais de 5 mil anos na Ásia, a soja é um grão que…


Cultivada há mais de 5 mil anos na Ásia, a soja é um grão que é rico em proteínas. Aqui no Brasil, o cultivo começou e foi estimulado por volta dos anos 1950, pois essa era a melhor opção no verão para suceder o trigo que somente era cultivado no inverno. A produção nacional chega a um valor aproximado de 75 milhões de toneladas de soja atualmente. Com diversas variações, a soja mais cultivada é a amarela, mas as mais conhecidas depois desta são a edamame e a soja preta.

Soja - Os benefícios de cada tipo

Foto: Reprodução

Soja amarela

A soja amarela, quando consumida, traz diversos benefícios, como a redução dos níveis de LDL – colesterol ruim – e ajuda a aumentar os níveis do HDL – colesterol bom. Além disso, devido à presença de isoflavonas, o consumo ajuda ainda a amenizar os sintomas da menopausa e a evitar a perda de massa óssea. Esse fitoquímico atua como um substituto ao estrógeno e contribui para a manutenção do equilíbrio hormonal. A soja ajuda ainda no crescimento de crianças, formação e manutenção de órgãos, além da cicatrização. Para os vegetarianos, pode ser um excelente substituto da carne. Além disso, por ser rica em fibras, a soja ajuda a melhorar o funcionamento do intestino. Pode ajudar ainda, de acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Clinical Oncology, no tratamento de câncer. O estudo, feito com 444 mulheres diagnosticadas com câncer de pulmão revelaram que o consumo da soja ajuda a melhorar a sobrevida dos pacientes com essa doença.

Soja preta

A soja preta possui os mesmos benefícios citados para a soja amarela, mas além disso, ajuda a emagrecer. De acordo com um estudo realizado pela Universidade Católica da Coréia do Sul, as antocianinas, fitoquímicos presentes na soja preta e responsáveis por sua coloração escura, agem nas células que armazenam as gorduras e favorecem a perda de peso. Com cerca de cinco vezes mais antioxidantes, a soja preta ajuda ainda a combater o envelhecimento precoce e o desenvolvimento de células cancerígenas. Ela possui mais nutrientes justamente devido ao pigmento preto que a reveste, pois esse ajuda a conservar seus benefícios e propriedades.


Edamame

Chamamos de edamame os grãos ainda imaturos da soja. É rica em proteínas, minerais e vitaminas A e C, mas em contrapartida possui baixas quantidades de isoflavonas.

Como e quanto consumir?

O Ministério da Saúde recomenda que seja consumida uma quantidade máxima de uma concha de soja por dia, ou 100 g. No entanto, procure não consumir diariamente, restringindo o alimento à três refeições por semana. A isoflavona, fitoquímico citado anteriormente, quando consumida em excesso, pode causar problemas tanto para homens quanto para mulheres.

Você pode consumir na forma de farinha, grão, tofu, óleo e soja texturizada. No entanto, a melhor forma de consumir é na forma de tofu, pois os nutrientes são mais facilmente absorvidos.


Reportar erro