Semente dourada auxilia em casos de diabetes

Por ser um alimento rico em fibras, proteínas, lipídios e por ter poucos carboidratos, a linhaça serve como inimiga da diabetes. Saiba como consumi-la


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 250 milhões de pessoas no mundo possui diabetes. Por essa razão, e pelo fato de que aproximadamente sete milhões entram para a lista de pacientes com essa doença por ano, o órgão definiu a diabetes mellitus como uma epidemia. Só no Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), o número de doentes chega a 12 milhões e o pior, metade deles não sabem que possui. O que indica a característica principal dessa doença, a discrição.

Para evitar problemas maiores com a diabetes, o paciente deve manter as taxas de glicose em níveis estáveis. Uma forma fácil e caseira de conseguir isso é usando a linhaça à seu favor, pois ela possui elementos em sua composição capazes de de auxiliar no tratamento e até mesmo na prevenção da doença. Antes de entender melhor como funciona a atuação dessa semente no corpo humano, precisamos conhecer a diabetes.

Semente dourada auxilia em casos de diabetes

Foto: Reprodução/ internet

O que é a diabetes mellitus?

Cada órgão do nosso corpo desempenha uma função especial que garante o seu bom funcionamento. Quando uma dessas partes integrantes não cumpre com a sua responsabilidade há um desequilíbrio no organismo capaz de ocasionar em algum problema de saúde. É isso que acontece no caso da diabetes, doença que surge pelo mal ou nenhum funcionamento do pâncreas, que por sua vez, é encarregado de produzir uma substância chamada insulina, cuja função é quebrar as moléculas de glicose e transformá-la em energia.

A partir do momento em que o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, a quantidade de glicose aumenta e fica concentrada no sangue, causando assim a diabetes. No entanto, esse problema de saúde não é apenas uma doença, mas sim uma que abriga várias outras. Além disso, pode ser definida como:

a) Diabetes tipo I: Mais comum em crianças e adolescentes. É caracterizada pela necessidade de aplicação de insulina diretamente no sangue como forma de medicamento. E é causada pela falta de produção de insulina.


b) Diabetes tipo II: Ocorre porque as células são resistentes a insulina, e por isso acontece a concentração de glicose. Geralmente, acomete pessoas com mais de 40 anos de idade. E, ao contrário da anterior, é controlada por remédios via oral, sem a necessidade de aplicação.

c) Diabetes gestacional: Durante a gravidez, as mulheres que possuem peso excessivo podem adquirir a doença.

Existem também diabetes relacionadas a medicamentos e outras patologias pancreáticas.

Sintomas e tratamentos

As pessoas que apresentam diabetes costumam ter como sintomas o aumento do apetite, impotência sexual, infecções fúngicas na pele e nas unhas, feridas que demoram a cicatrização (principalmente nas pernas), alterações visuais, distúrbios cardíacos e renais, entre outros. A melhor forma de tratamento é a prevenção, tendo uma alimentação saudável e equilibrada associada a exercícios físicos. Apesar disso, quem possui ou tem a suspeita deve procurar o médico o mais rápido possível e começar o tratamento mais apropriado.

Linhaça, um remédio natural contra a diabetes

Essa preciosa semente é rica em fibras, possui baixo teor de carboidratos, bem como ácido alfa-linolênico. Além disso é fonte de lipídios e proteínas. Todas essas propriedades são responsáveis pela ação de agente combatedor da diabetes da linhaça. Ela é capaz de auxiliar na prevenção e no tratamento dessa doença, pois evita picos de glicêmicos, desativa a rota da insulina para produzir os bons eicosanoides, conhecidos como mediadores de inflamações.

Para conseguir usufruir desses benefícios, adicione a linhaça nas suas refeições diárias, em doses equilibradas, isto é, não ultrapasse duas colheres  de sopa por dia. E pode servir de acompanhamento a frutas, iogurte, vitaminas, saladas etc.


Reportar erro