Saiba quais as propriedades do chá de mulungu

Por Redação

Mulungu

Imagem da planta | Imagem: Reprodução

Mulungu (Erythrina mulungu) é uma árvore de aparência muito bonita, com flores de cor coral alaranjadas, comum na região central do Brasil. É muito comum crescer espontaneamente. Tem casca com diversas propriedades e é bastante usada em chás e tratamentos diversos.

Indicações

No Brasil, sua maior aplicação se dá nos casos de estresse e relacionados ao sistema nervoso, já que é conhecida por estabilizar o sistema nervoso central.

Seu chá é muito usado para tratar tosses, asma e coqueluche, também nos casos de dores reumáticas, nevralgias crônicas.  Além disso, nos casos de afecções hepáticas, costuma ser muito eficiente, já que seu poder antioxidante consegue equilibrar, tonificar e fortalecer o fígado.

Nos casos de deficiências e problemas cardíacos, o uso desta planta  pode influenciar positivamente, regulando o ritmo cardíaco e ajudando a baixar a pressão arterial.

Mulungu ajuda a parar de fumar!

Vários estudos sobre as substâncias presentes na casca do mulungu revelam que elas tem grandes quantidades de flavonóides, alcalóides e triterpenos. Um desses alcalóides, a erisodina, bloqueia os receptores de nicotina, por isso, o chá de mulungu passou a ser a fórmula medicinal natural para quem quer se livrar do vício do tabagismo. Antes, a kava kava era a melhor indicação, mas, seus efeitos colaterais prejudiciais ao fígado passaram a restringir seu uso. Como o mulungu, além de possuir a erisodina, ainda tem poderes calmantes, que evitam a ansiedade e beneficiar o fígado, passou a ser considerado o substituto da kava kava no tratamento antitabagismo.

Dosagem, preparo do chá e precauções

O chá de mulungu é feito a partir da decocção das cascas e ramos da árvore, ou seja, deve-se cozinhá-las. Ferve-se um litro de água com 2 colheres de mulungu por dez minutos após iniciar a ebulição. Retira-se do fogo e deixa-se abafado por mais dez minutos. Coa-se e pode ser bebido. Pode-se beber de duas a três xícaras ao dia.

As precauções, além das gestantes, referem-se a pessoas que já tenham pressão arterial baixa, ou façam uso de remédios para hipertensão, já que o chá realmente diminui a pressão arterial!

Além disso, cuidado com a ingestão também porque causa sonolência.