Remédios caseiros para tratar o molusco contagioso

A doença molusco contagioso (MCV) deixa o corpo do paciente com bolhas, que incomodam bastante.…


A doença molusco contagioso (MCV) deixa o corpo do paciente com bolhas, que incomodam bastante. Atingem, na maioria das vezes crianças de 0 a 12 anos de idade, porém, os adultos que estão com a imunidade baixa também podem sofrer com a proliferação dessa doença. Em alguns casos, pode ser considerada até mesmo uma doença sexualmente transmissível (DST).

O diagnóstico é feito rapidamente por médicos e os tratamentos são diversos. O molusco desaparece sozinho depois de alguns meses, mas é ideal procurar um dermatologista ou um pediatra, caso afete uma criança. Há métodos para eliminar a doença que são realizados por especialistas, como a curetagem, em que as bolhas são extraídas uma por uma. Porém, neste artigo será possível encontrar outras alternativas para combater o MCV, perfeitas para quem prefere um remédio natural e feito em casa.

Sintomas do molusco contagioso

Quem desenvolve o MCV é afetado com bolhas transparentes na região cutânea, elas são semelhantes as verrugas, porém, não se pode confundi-las. Surgem de duas a oito semanas após o contágio e podem apresentar dores e inflamações, em raros casos.

Aparecem, geralmente, em braços, pernas, tronco, rosto, pescoço e axilas, e especificamente nos adultos, podem surgir na parte genitália. Aliás, qualquer parte do corpo está sujeito a infestação do molusco contagioso, exceto as palmas das mãos e nos solados dos pés.

As bolhas são pequenas, com tamanho em torno de cinco milímetros. As mesmas possuem um ponto mais escuro no centro, podendo provocar coceiras e assim ficarem vermelhas e inflamadas.

Contágio do MCV

Por ser uma doença contagiosa, alguns cuidados devem ser tomados. A transmissão ocorre através do compartilhamento de toalhas e esponjas de banho. Pode ocorrer também, no contato direto entre a pele e as mucosas ou em objetos infectados. Nadar em piscinas desconhecidas também pode representar um risco.

Importante saber, que uma pessoa infectada pode acabar disseminando as lesões por outras partes do corpo que não foram afetadas de início. Por isso, deve-se ter cuidado ao fazer a barba ou se depilar, uma vez estouradas, a secreção das bolhas pode atingir outras regiões e infectá-las.


Tratamentos para curar o molusco contagioso

Como já mencionado, o MCV pode ser curado sozinho, porém, leva alguns meses para as bolhas secarem por si só e a pessoa infectada corre o risco de ficar com as manchas pelo corpo, que só saem completamente entre o período de 12 a 18 meses.

Alguns medicamentos caseiros foram estudados e suas capacidades curativas já foram identificadas como positivas, esse é o caso dos óleos essenciais. Por isso, o Remédio Caseiro pesquisou algumas receitas para que você aprenda a eliminar esses moluscos de vez.

Aplicação de pasta de alho é um dos tratamentos indicados contra a doença

Foto: Pixabay

Alho

Pela manhã, é eficaz amassar o alho e aplicar a pasta do mesmo em cima da zona infectada e, depois, é só colocar um curativo. Antes de tomar banho remova e posteriormente lave as áreas. Repita esse processo todos os dias e em algumas semanas você irá se sentir melhor.

Óleo de limão australiano murta

Misture o óleo de limão com o azeite de oliva, e deixe ficar uma substância uniforme. Aplique sobre a pele uma vez por dia com o auxilio de capuchos de algodão e sinta depois de algumas semanas as diferenças nas bolhas.

O óleo de tea tree

Com suas propriedades antibacteriana e antisséptica, o óleo de tea tree consegue combater o molusco contagioso. Pode ser usado diretamente nas bolhas, diminuindo o tamanho e a secreção existente, ou pode ser aderido à água do banho.

Vinagre de cidra de maçã

Aplique antes de dormir o vinagre de cidra de maçã. Este produto é conhecido por combater fortemente as bactérias e também por acabar naturalmente com os moluscos. Para conseguir os resultado desejados, molhe um algodão no vinagre e aplique diretamente nas bolhas. Finalize o processo com um curativo em cada protuberância.


Reportar erro