Remédios caseiros para parar de beber

Por Daiane Silva

Remédios caseiros para parar de beber

Quando a pessoa se dá conta de que está bebendo sem controle, é hora de tomar uma atitude a favor de sua saúde e bem-estar! | Imagem: Reprodução

O alcoolismo é uma das doenças mais sérias e mais complicadas de curar, segundo os Alcoólicos Anônimos (AA), alcoolista ou alcoólatra é toda a pessoa que bebe sem conseguir controlar o vício, cuja vida se torna incontrolável. Apesar de pensarmos, na maioria das vezes que o alcoólatra é apenas aquela infeliz figura que já não passa um dia sóbrio, também devemos lembrar das pessoas que abusam do álcool de outras maneiras, mesmo que não façam isso todos os dias, mas eventualmente, já que isso evidencia uma propensão ao alcoolismo, futuramente podendo se transformar em  um problema sério se os maus hábitos com relação ao exagero no consumo não forem modificados.

Como o consumo de umas doses começa muito cedo, jovens já estão expostos aos perigos desse vício. Acostumam-se a beber “socialmente”, principalmente para a desinibição, então, passam a fazer uso do álcool em diversas situações, para comemorar, para “afogar as mágoas”, para torcer pelo seu time, para relaxar após o trabalho, enfim, sem preceber, o álcool vai tomando espaço em seu dia a dia e a cada vez a resistência aos seus efeitos aumenta, o que piora consideravelmente a situação porque a quantidade aumenta e os danos também, o dependente sente efeitos da abstinência ao álcool.

Geralmente, essa evolução do quadro é sutil, a pessoa não percebe o quanto está exagerando, a não ser por um ou outro vexame, que costumam, inclusive, ser vistos com bom humor pelos amigos e familiares, até que se tornem mais e mais graves, oferecendo até riscos à vida do dependente ou causando situações vexatórias que comprometam sua imagem.

Os danos que o álcool causa ao organismo são bastante conhecidos, mas não é demais relembrarmos alguns

São danos físicos, psicológicos e sociais que podem evoluir até a morte do indivíduo!

  • FÍGADO – é um dos órgãos que mais sofrem, tem seu tamanho aumentado e pode desenvolver cirrose a longo prazo;
  • SINTOMAS INICIAIS DO USO DE ÁLCOOL – enjôos, gastrite, diarreia, dor abdominal e dor de cabeça;
  • CONTUSÕES FREQUENTES – já que o indivíduo cai e/ou bate o corpo contra objetos, devido à perda do equilíbrio;
  • SISTEMA DE DEFESA DEBILITADO – aumentando o risco de infecções;
  • CÉREBRO AFETADO – causando esquecimentos e lapsos de memória cada vez maiores e mais significativos, também podem ocorrer convulsões com o passar do tempo;
  • IRRITABILIDADE – aumenta e chama a atenção para o problema.

Remédios caseiros e cuidados para se livrar do vício do álcool

Remédio natural

Remédio natural | Imagem: Reprodução

  • Comece uma rotina de atividades físicas! Movimentar o corpo produz endorfinas, que dão sensação de bem-estar e além disso, desintoxicam e oxigenam o sangue!
  • Tome chás de erva-de-são-joão, capim cidreira, maracujá, melissa e camomila, várias vezes ao dia. Essas ervas tem o poder de acalmar, retirar a ansiedade da abstinência e proporcioanr noites de sono tranquilas!
  • Beba sucos desintoxicantes, também consuma muitas frutas que tem essa propriedade;
  • Falando em água, beba muita água, ela ajuda a eliminar toxinas do organismo e reidratar os tecidos que o álcool desidratou;
  • Não importa o nível de dependência que a pessoa tenha, o primeiro passo é reconhecer que o consumo de álcool em sua vida a está  prejudicando e à sua família;
  • O segundo é QUERER SINCERAMENTE abandonar o vício;
  • Quando estiver completamente aberta à ideia, a luta deve iniciar, sendo levada muito a sério pelo interessado;
  • Evite as companhias que bebem, você não resistirá ao ver outros bebendo;
  • Não frequente bares, principalmente os que costumava frequentar;
  • Tenha uma pessoa de confiança e de seu convívio encarregada de ajudá-lo a “lembrar” de seu objetivo sempre que estiver tentado a beber;
  • Quando a vontade de beber chegar, saia um pouco, dê uma caminhada e mantenha pensamentos bons, faça planos e dê asas à sua imaginação, fuja de lembranças ou pensamentos autodestrutivos e pessimistas. Force sua mente a querer o melhor para você e para os que o querem bem!
  • Tenha em mente que você é o responsável pela sua vida, que você pode ter o controle de sua vida! Repita para você mesmo várias vezes isso!
  • A vontade de beber sempre existirá, como aquelas pessoas que não podem comer certos alimentos e veem alguém comendo, elas não deixam de sentir vontade de comer, mas resistem por saberem que não devem. Assim, o controle sobre a vontade virá naturalmente, é preciso paciência e boa vontade!
  • Nunca pense no álcool como algo bom que você não terá mais, pois isso é o que alguns fazem, focam na falta que sentirão das festas e todas as situações com os amigos. Em primeiro lugar, o álcool não é uma coisa boa, ele destrói sua saúde e não o torna melhor do que você é, nem mais especial, nem mais bonito. Em segundo lugar, amigos verdadeiros lhe farão companhia brindando com suco, refrigerantes ou até água!

Importante é manter a mente focada em seu objetivo de melhorar sua vida, sem se preocupar com o futuro. Como sugerem os Alcoólicos Anônimos, pense em cada dia como único: “apenas hoje não beberei”!