Receitas de tratamentos para vômitos

Por João Silva

Náuseas e vômitos

Vômitos constantes podem ser amenizados com tratamentos naturais | Imagem: Reprodução

O vômito é uma consequência da náusea, uma sensação desagradável que pode ser sentida pelo estômago, que faz com que o conteúdo gástrico seja expelido pela boca. Também é um sintoma de várias outras complicações.

O conteúdo expulso pode ser alimentar, fecal (indício de fezes obstruídas), biliares devido a problemas do fígado, explosivos que aumentam a pressão e pode levar a morte, prandias devido a alimentação excessiva e bulimia nervosa, sendo esse último tipo induzido pelo indivíduo por medo de engordar. Não deve ser confundido com regurgitação, retorno não induzido de substância presente no esôfago, estômago ou porção inicial do intestino, as vezes ligado à azia.

Os jatos de vômito podem ser sintomas de doenças ou transformações do organismo, como:

Sintomas comuns

  • Gastrite;
  • Hepatite;
  • Gravidez;
  • Diabetes;
  • Doenças do ouvido;
  • Enxaquecas;
  • Infecções cerebrais;
  • Infecções intestinais;
  • Infarto do miocárdio;
  • Insuficiência renal;
  • Labirintite;

Também pode ser consequência do sistema nervoso em caso de ansiedade ou efeito colateral de medicamentos que induzem o estômago a se comportar dessa forma. Pacientes em tratamento de câncer que fazem quimioterapia também são vítimas dos vômitos compulsivos. O enjoo de viagens de carro, barco ou avião leva o individuo muitas vezes à vomitar.

A bulimia, que é um transtorno alimentar, visa forçar o vômito para que depois de comer demasiadamente, sendo mais comum entre mulher jovens, a pessoa possa reverter o excesso e impedir a absorção dos alimentos os expelindo. Para fazê-lo, são usados métodos como instigar o enjoo com dedos na garganta ou o uso de laxantes. As consequências dessa prática podem ser devastadoras, uma vez que o suco gástrico é utilizado na tarefa de diluir os alimentos, ele pode corroer também as vias por onde o vômito sai.

A forma mais possível de prever o vômito é a higiene adequada dos alimentos, no caso das infecções intestinais. É possível suavizar as crises recorrendo à medicina natural.

Receitas de tratamentos para amenizar o problema

  • Consumir sementes de abóbora sem casca;
  • Suco de acelga (uma xícara);
  • Ministrar o cozimento do suco do jenipapo, tomando 4 colheres de copa a cada uma hora;
  • Suco de limão (uma xícara);
  • Suco de maçã (uma xícara);
  • Chá da alfavaca, erva-doce, erva-dutra, e hortelã;
  • Picar folhas da Losna junto com água e tomar uma xícara, sendo proibido para gestantes.