Rabanete – Benefícios e propriedades

Originário do sul da Ásia, o rabanete já era conhecido deste a Europa Antiga, assim…


Originário do sul da Ásia, o rabanete já era conhecido deste a Europa Antiga, assim como no Egito. De crescimento rápido – em torno de 30 ou 45 dias a partir das sementes –, o rabanete é rico em fibras alimentares, vitamina C, potássio, fósforo e folato.

De nome científico Raphanus sativus, a planta é de pequeno porte, apresenta folhas verdes, raiz tuberosa com coloração predominante na casca em tons avermelhados e a parte interna em tons de branco, além das flores que possuem apenas quatro pétalas e podem se apresentar em tons de roxo, rosa e branco.

Graças às suas propriedades, é um dos tubérculos mais nutritivos existentes, usado para complementar uma alimentação saudável. A raiz é a parte usada para alimentação e crescem em formas diferentes assim como tamanhos e tonalidades, dependendo do tempo de cultivo. Com sabor picante, a coloração por dentro é branca, e suas folhas também são consumidas amplamente em alguns lugares do mundo. Se desenvolve melhor em climas amenos ou frios, mas precisam ter solo fértil e bem drenado.

Rabanete - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução


Classificação

São classificadas em quatro tipos: verão, outono, inverno e primavera. Em cada estação do ano possuem formas, cores e tamanhos que se padronizam. Existe uma variação do rabanete, chamada rabanete de cauda. Esta tem sementes cultivadas exclusivamente para este formato, mas possuem sabor semelhante ao outro tipo.

Propriedades e benefícios

Com poucas calorias, os rabanetes são fontes de antioxidantes, eletrólitos, minerais, vitaminas e fibras. Graças às suas propriedades, têm ação no combate ao câncer de próstata, câncer de mama, do cólon e cancros do ovário. Por serem ricos em vitamina C, atuam no combate aos radicais livres, inflamações e ainda aumentam a imunidade. Ajuda ainda na digestão dos amidos graças à enzima diatase.

As folhas e as raízes são consideradas, juntas, excelentes calmantes, diuréticos, mineralizantes, alcalinizantes, tônicos para os músculos, antiescorbúticos, aperientes e eupépticos. Seus antioxidantes ajudam a reduzir os níveis de colesterol no sangue e, por isso, reduz também os níveis de risco de doença cardíaca e de ataques cardíacos. A raiz também é estimulante da produção de bile, melhorando a digestão e, por ser rico em fibras, ajuda a eliminar a prisão de ventre.

Aos diabéticos, a raiz traz benefícios, pois tem baixos índices glicêmicos, podendo ser consumida sem preocupação. Além disso, é eficaz àqueles que querem perder peso, pois reduz o inchaço, melhora o funcionamento intestinal e traz sensação de saciedade.


Reportar erro