Propriedades e benefícios da acerola

A acerola é uma fruta popular, inserida na alimentação dos brasileiros devido ao seu alto…


Acerola

Comendo 9 acerolas você consome a mesma quantidade de vitamina C presente numa laranja pequena | Imagem: Reprodução

A acerola é uma fruta popular, inserida na alimentação dos brasileiros devido ao seu alto teor de vitamina C, uma de suas propriedades mais notáveis. Trazida da América Central ao Brasil (país que mais produz, consome e exporta a iguaria) e cultivada principalmente na região Nordeste, a fruta possui uma coloração quente e sabor levemente ácido quando madura. A fruta pode ser encontrada em pomares de extração ou em quintais domésticos

A árvore aceroleira é um arbusto de folhas concentradas e ramificadas, com flores rosadas e folhas verde-escuras, que suporta a baixa irrigação, o que explica sua resistência em áreas do sertão nordestino, por vezes é usada como bonsai para ornamentação. A safra do fruto é quase anual, com exceções ao período de desabrochamento das flores.

Composição química

Entre as substâncias presentes na acerola, podemos destacar as mais importantes delas para a nutrição do nosso corpo:

  • Vitamina A responsável pela sensibilidade da retina;
  • Vitamina B2 importante para a pigmentação e aspecto da pele;
  • Vitamina B3 responsável pelo controle do metabolismo e produção de esteroides.

Além dos minerais presentes responsáveis pela saúde dos ossos, sangue e transporte de oxigênio, a acerola é uma das frutas mais ricas em ácido ascórbico, a conhecida vitamina C, que tem o papel de produzir o colágeno, dar resistência à estrutura óssea e vascular, combater os radicais livres que danificam nossas células saudáveis e estimular a absorção de ferro pelo organismo, processos essenciais para uma boa circulação sanguínea.


Alguns benefícios

A quantidade presente de vitamina C em 100 gramas da fruta saudável (cerca de 9 acerolas), equivale a quantidade encontrada em 1 laranja.

Seu consumo pode ajudar no tratamento de hemorragias, diabetes, bronquite, gripes, cicatrização, descontrole hormonal, crises de fígado e fortalecimento imunológico.

Uso doméstico e cosmético

Seu consumo pode ser in natura ou sucos (beba de 2 a 3 copos ao dia), e é bastante benéfico, porém seu uso culinário não se limita apenas a isto: são doces, geléias, xaropes e licores à base da acerola. Porém a recomendação inicial é mais viável, vendo que nas outras opções a adição de açúcares e outros ingredientes podem bloquear o valor nutricional da fruta.

Há hoje no mercado, alguns produtos à base da fruta, em especial shampoos e sabonetes que em contato com a pele, ativam a ação do colágeno.


Reportar erro