Preparos com eucalipto combatem problemas respiratórios

O eucalipto é um forte aliado contra as doenças respiratórias. Confira alguns preparos que podem ser feitos com esse remédio natural


O eucalipto é um conhecido bálsamo para os pulmões, originário da Austrália. Foi introduzido na Europa no século XIX com a finalidade de drenar terrenos pantanosos, já que absorve uma grande quantidade de água.

Suas folhas, frescas ou secas, possuem propriedades mucolíticas, expectorantes, antiespasmódicas, antissépticas e ligeiramente febrífugas. Por conta desses ativos, é bastante eficaz no tratamento de todas as doenças do trato respiratório, como catarros, bronquites e faringites.

Preparos com eucalipto combatem problemas respiratórios

Foto: Reprodução/ internet

Tisana expectorante

Coloque uma colher  de sobremesa de folhas secas em uma xícara com água fervendo. Tampe, e deixe descansar por aproximadamente 10 minutos. Coe, e se preferir, adoce com mel ou açúcar. Pode-se tomar até três xícaras por dia, quentes e recém-preparadas.

Tisana peitoral

Misture em partes iguais o eucalipto, o verbasco, o tomilho e a tanchagem. Coloque uma colher de sobremesa dessa mistura em uma xícara com água em ebulição. Deixe descansar, tampada, durante 10 minutos e coe. Uma xícara bem quente dessa mistura a cada oito horas aliviará os sintomas dos processos catarrais.


Vapor de eucalipto

O vapor de eucalipto é a melhor forma de se aproveitar todas as suas propriedades terapêuticas. De fato, é o remédio caseiro expectorante de uso mais universal. Para prepará-lo, basta ferver uma quantidade suficiente de folhas de eucalipto em água. Inale os vapores que se desprendem dessa mistura durante 10 ou 15 minutos. Esse é um remédio muito eficaz para descongestionar o nariz e aliviar a tosse.

Outros preparos

Existem diversas formas de se consumir o eucalipto, mas dentre as principais estão:

  • A infusão – Em sachês ou à granel;
  • Inaladores;
  • Tinturas – Em geral, utiliza-se de 10 a 12 ml a cada 12 horas;
  • Elixires e xaropes;
  • Extrato fluido – Usa-se de duas a três miligramas a cada 12 horas;
  • Óleo essencial – Em média, de 0,3 a0,6 gramas a cada 24 horas.

Pode ainda ser tomado em cápsulas com as folhas em pó micronizado. O óleo essencial do eucalipto é também encontrado como parte de unguentos e linimentos, inaladores para aliviar a congestão nasal, medicamentos para dor na gengiva, boca, garganta, lavagens bucais, entre muitos outros usos.

Precauções

É contraindicado em caso de úlcera peptídica, gastrite, gestação e amamentação. Em caso de insuficiência hepática, deve-se consultar um especialista antes de usar. O óleo essencial deve ser administrado com muita precaução em crianças pequenas, sem ultrapassar as doses recomendadas. Procure evitar o uso prolongado do eucalipto, devido a sua possível toxicidade.


Reportar erro