Poderoso chá emagrecedor de sibutramina natural pode apresentar riscos à saúde

Aliado de quem deseja emagrecer, esse chá pode ser perigoso em alguns casos e deve ser ingerido com cuidado, pois interfere no trato digestivo


Parece obrigatório: tem que ser magro! A “ditadura da magreza” está presente há muito tempo na sociedade e faz a cabeça de muitas pessoas que, para terem um “padrão” de corpo, acabam cometendo loucuras. Apostam em remédios laboratoriais que podem até cumprir com a promessa de promover o emagrecimento, mas também causam prejuízos à saúde dos usuários.

Alguns, entretanto, preferem utilizar medicamentos naturais. Todavia, ao desejarem resultados positivos de maneira rápida acabam ingerindo altas doses e assim comprometem o próprio bem-estar. Um exemplo disso é o chá de 30 ervas, conhecido como “sibutramina natural”, fazendo referência a um remédio químico usado para emagrecer e que é receitado por médicos à pacientes obesos.

Mas, mesmo sendo um produto de origem natural, será que o chá de 30 ervas é saudável? Quais os benefícios que ele proporciona a seus usuários? Existem contraindicações e efeitos colaterais? As respostas para essas perguntas você encontra no decorrer deste artigo.

Poderoso chá emagrecedor de sibutramina natural pode apresentar riscos à saúde

Foto: Free Images


Benefícios do sibutramina natural

Aliado de quem deseja emagrecer, esse chá promete agir com muito eficiência na gordura corporal e faz o consumidor emagrecer até 10 quilos. Por esse poder de secar a barriguinha que tanto incomoda as pessoas, a bebida é considerada diurética, regularizadora de intestino preso e aceleradora de metabolismo. Todos esses benefícios ajudam na perda de quilos.

Essas ações estão associadas ao poder de inibição do apetite e no controle da ansiedade. Dois importantes fatores para quem tem compulsão por alimentos. Além disso, a sibutramina natural pode auxiliar no tratamento e eliminação de celulites e estrias, dois “inimigos” declarados da mulher.

Riscos ao tomar o chá

Mesmo sendo um combo de ervas vindas da natureza, o potencial desta bebida é muito forte e, por isso, deve ser evitado por pessoas que se enquadram em algumas situações, como gestantes ou mulheres em período de amamentação, quem sofre com gastrite, pacientes com tendência a terem hemorragias e todos aqueles que possuem pressão baixa.

Todos que se interessam pela bebida e que não se encaixam os quadros clínicos citados, devem, antes de fazer uso do medicamento, procurar um médico e saber quais os riscos e a proporção ideal para o consumo. Como o chá muda algumas funções do trato digestivo, pode gerar efeitos colaterais e colocar em risco a saúde das pessoas.


Reportar erro