Planta jujuba – Propriedades medicinais e benefícios

Nativa da China, a jujuba (Zizyphus jujuba) é uma planta medicinal pertencente à família das…


Nativa da China, a jujuba (Zizyphus jujuba) é uma planta medicinal pertencente à família das Rhamnaceae. Distribuída principalmente nas áreas tropicais e subtropicais da Ásia e América, a jujuba é usada para curar vários tipos de doenças, tendo uma história de mais ou menos 4000 anos.

Dentre os princípios ativos da planta estão os flavonoides, ácido betulínico, saponinas, vitamina C, taninos, alcaloides e outros.

Propriedades medicinais e benefícios

Dentre as propriedades medicinais da jujuba estão as seguintes: antialérgica, analgésica, antioxidante, aperiente, calmante, sedativa, adstringente, antidiarreica, hipoglicêmica, tônica, demulcente, expectorante, laxante leve, imunoestimulante e vitamínico.

Os frutos e as sementes da planta jujuba são usados para o alívio do estresse, depressão e ansiedade. Esta planta também proporciona benefícios no tratamento da asma, bronquite, diabetes, doenças inflamatórias da pele, falta de apetite, doenças do olho, sarna, feridas, doenças do fígado, prevenção do envelhecimento precoce e úlceras. Além de saboroso, o fruto da jujuba também é muito usado pelo seu valor nutricional e para fins medicinais como analéptica, paliativa e béquica.

Planta jujuba - Propriedades medicinais e benefícios

Foto: Reprodução

Além de possuir gorduras e açúcares, as frutas da jujuba são ricas nas vitaminas B e C, em betacaroteno, cálcio, ferro, fósforo e outras substâncias benéficas para a saúde. A casca da fruta é indicada para tratar eczemas, diarreias, ferimentos, estomatite e escoriações; as folhas da planta podem auxiliar no tratamento de diabetes, faringite e estomatite.


Uma pesquisa realizada em ratos com diabetes induzida apontou que, após duas semanas de suplementação com jujuba, há a proteção do organismo contra as alterações bioquímicas e histopatológicas provocadas pela doença. A planta jujuba também pode beneficiar as glândulas supra-renais.

Como utilizar a jujuba?

A melhor maneira de aproveitar todos os benefícios proporcionados pela planta é consumindo a sua fruta inteira. No entanto, a planta pode ser utilizada de outras formas, dependendo do problema a ser tratado.

Esta planta também é usada no preparo de cremes hidratantes e máscaras, pois previne o envelhecimento precoce da pele e suaviza linhas de expressão e rugas.

Para o uso interno, é recomendado preparar a decocção de uma colher de sobremesa de folhas e casca da planta, para cada xícara de água. Deixe ferver por 5 minutos e beba de quatro a seis xícaras no dia.

O uso externo é feito com uma colher de sopa de casca e/ou folhas da jujuba em uma xícara de água. Deixe ferver por 10 minutos e aplique em forma de compressas, lavagem de roupas ou gargarejos.

Contraindicações e efeitos colaterais

Antes de iniciar qualquer tratamento, inclusive com remédios naturais, o médico deve ser consultado! A jujuba é contraindicada para pessoas que tenham parasitas intestinais. Os diabéticos devem ter atenção no uso e consultar o médico, pois a fruta da planta contém açúcares.


Reportar erro