Pediatra recomenda adotar rotina de sono para seu filho

O bebê pode dormir de 15 a 18 horas por dia até o terceiro mês de vida, com tendência a diminuição conforme seu crescimento


A chegada do bebê é sempre uma explosão de sentimento na vida dos casais. Porém, junto com esses sentimentos vem as preocupações.

Nesse sentido, sobretudo para os pais de primeira viagem, qualquer choro ou reação diferente já é motivo de apreensão.

Um dos assunto que geram mais dúvidas vem da rotina de sono que o bebê deve seguir para se desenvolver forte e saudável. Diante disso, o médico pediatra José Gabel, revela alguns caminhos para um ritual equilibrado que favoreça o cotidiano familiar, minimizando as preocupações em relação ao tema.

Importância da rotina

Fique de olho na rotina de sono do seu filho

Foto: depositphotos

A rotina é uma das formas encontradas de facilitar a vida dos pais. Ela deve ser montada desde a chegada do bebê. No entanto, a exceção à regra deve se relacionar apenas ao aleitamento materno, que deve ser incentivado em livre demanda. “Isso ajudará o bebê a ficar menos ansioso”, afirma Gabel.

Quanto ao tempo de sono, este é variável. O bebê pode dormir de 15 a 18 horas até o terceiro mês de vida, com tendência a diminuição conforme seu crescimento. Os pais devem se atentar, visto que as consequências de noites de sono mal dormidas são irritabilidade e temperamentos difíceis nos pequenos.


Problemas com o sono

No caso do bebê apresentar dificuldades para dormir, os pais devem ficar atentos para investigar as possíveis causas. “Alterações físicas ou eventuais incômodos também podem influenciar. Existe todo um protocolo de pesquisa para ver se há necessidade de algum tipo de intervenção”, alerta o médico.

Um dos fatores que pode contribuir para um despertar adiantado, fora da média, é a alimentação incorreta da criança antes de dormir.

Para uma boa noite de sono

Estímulo durante o dia

Para que o bebê possa ter uma boa noite de sono, é importante que os pais estimulem-no a se movimentar durante o dia. Além de auxiliar em seu desenvolvimento, faz com que ele fique cansado e o sono chegue mais rápido durante a noite.

Naninha

Procedimentos como “contar uma história” ou “dar naninha” à criança são extremamente favoráveis, pois elas relaxam e dormem com mais facilidade. Aliás, é muito saudável que a criança tire sonecas nos intervalos das mamadas, e os pais podem treiná-las na aquisição desse hábito.

Pesadelos

Pesadelos são comuns e podem atrapalhar as noites de sono das crianças. A sua rotina diária pode afetar na hora de dormir. Se o dia da criança for tranquilo, é menos provável que ocorra esse tipo de evento.

Crianças menores costumam assustar-se com ruídos, enquanto as crianças maiores, sentimentos de ansiedade ou medo decorrentes de imaginações podem comprometer. Nessas horas, os pais são fundamentais para oferecer segurança e conforto aos filhos. É preciso ter paciência e continuamente estimular a independência dos pequenos.


Reportar erro