Os benefícios que a levedura e o lúpulo de cerveja podem oferecer

A levedura e o lúpulo da cerveja podem proteger o nosso organismo contra infecções e outros problemas de saúde. Saiba mais sobre o assunto


Tomar uma cervejinha com os amigos é o programa preferido de muitos brasileiros, e o nosso país tem crescido bastante no mercado cervejeiro.

Em todas as regiões do país é possível encontrar cervejarias que produzem o produto de forma artesanal, apresentando uma bebida mais encorpada e saborosa.

A cerveja também conta com dois ingredientes que podem fazer muito bem ao nosso organismo: a levedura e o lúpulo.

A levedura é rica em minerais e proteínas

Os benefícios que a levedura e o lúpulo de cerveja podem oferecer

Foto: depositphotos

A levedura, ou levedo de cerveja, é um tipo de fungo (Saccharomyces cerevisiae) que cresce na planta trepadeira conhecida como lúpulo. Trata-se de um subproduto do processo de fermentação da cevada, com cor amarela-acastanhada e sabor ligeiramente amargo.

O levedo é um fermento inativo responsável pela transformação do açúcar em álcool e é rico em proteínas e vitaminas do complexo B e cromo.

A alta concentração de proteína de fácil digestão no levedo impressiona: em 100 gramas do produto estão contidas 50 gramas de proteína com todos os aminoácidos essenciais.


A proteína atua no crescimento e reparação dos órgãos, músculos e células; na produção de enzimas e hormônios; e protege contra infecções.

Além das proteínas e das vitaminas do complexo B, o levedo ainda é rico em B1, B2, B3, B6, folato e minerais como cromo, ferro, fósforo, magnésio, potássio, selênio e zinco.

Devido às suas propriedades, a levedura é um aliado do sistema imunológico, aumentando a resistência contra doenças e promovendo a desintoxicação do organismo.

Além disso, o levedo de cerveja também reduz os níveis de glicose, melhora o trânsito intestinal, previne a gastroenterite, auxilia na perda de peso e atua no sistema nervoso, evitando o estresse.

Lúpulo e suas propriedades antioxidantes

O lúpulo é uma flor pertencente à família das canabidáceas e é empregada para estabilizar os sabores e aromas da cerveja. Contém substâncias com ação antioxidante, bactericida e anti-inflamatórias, além de outros bioativos.

De acordo com um estudo realizado no Japão, os compostos do lúpulo são capazes de inibir a multiplicação do vírus respiratório, protegendo o organismo contra a pneumonia.

Outras pesquisas também apontam que este ingrediente ainda possui a capacidade de aumentar a atividade do neurotransmissor GABA, promovendo um efeito sedativo. Graças a isso, a planta é uma alternativa para tratar insônia e outros distúrbios do sono.


Reportar erro