Os benefícios e as propriedades da Prunella

A prunella é eficaz no combate à diarreia, no controle de fluxos menstruais intensos e no tratamento de problemas relacionados às inflamações intestinais


Por possuir um formato semelhante a de uma garganta com as glândulas inchadas, as flores da prunella eram utilizadas para tratar inflamações nessa região do corpo.

Atualmente, a erva é utilizada com essa e outras finalidades medicinais, isso devido as propriedades encontradas na composição desta planta. Surgindo de forma espontânea na Europa, China e América do Norte, ela também pode ser encontrada à venda em lojas de produtos naturais na internet ou em estabelecimentos físicos que têm como foco a comercialização de ervas terapêuticas.

Pertencente à família da Lamiaceae, a planta tem como nome cientifico Prunella vulgaris. Planta rasteira, com flores de cor púrpura, tem efeitos benéficos em todas as partes aéreas. Possuindo diversos componentes químicos, princípios amargos, taninos, flavonoides, saponinas, antioxidante, óleos voláteis e outros.

os-beneficios-e-as-propriedades-da-prunella

Foto: depositphotos

Propriedades da planta

  • Adstringente;
  • Antialérgica;
  • Antibiótica;
  • Anti-inflamatória;
  • Antioxidante;
  • Diurética;
  • Estíptica;
  • Revigorante;
  • Tônica;
  • Tônica hepática;
  • Vulnerária.

Benefícios da prunella

Levando em consideração a ação adstringente, a prunella é eficaz no combate à diarreia, no controle de fluxos menstruais intensos e no tratamento de problemas relacionados às inflamações intestinais, a exemplo da colite. É também utilizada para melhorar a digestão, uma vez que estimula o fígado e a vesícula biliar durante esse processo.

Além disso, auxilia o sistema imunológico, contribuindo para baixar os picos de febre, reduzir problemas inflamatórios e atenuar os casos de alergia. Facilita o trabalho do sistema urinário, contribuindo para a a eliminação de toxinas.


Trabalha para reduzir o excesso de ácido úrico e consequentemente, trata os casos de gota. A prunella pode ser usada ainda para tratar problemas de dor de cabeça, aliviar tensões do dia a dia e auxiliar pacientes com problemas de sensibilidade à luz e hipertensão.

De forma externa, a erva é indicada para gargarejos, a fim de tratar gargantas inflamadas, mau hálito, úlceras ou sangramentos nas gengivas; cataplasmas tem como objetivo o tratamento de feridas, sangramentos, picadas e queimaduras; e assentos, sendo ótimos aliados no caso de hemorroidas, veias varicosas e úlceras.

Em forma de chá, esta planta pode servir para combater distúrbios inflamatórios nos olhos, a exemplo da conjuntivite.

Chá desta erva

Utilize meia colher (de chá) da erva seca em uma xícara de água filtrada. Coloque os ingredientes no fogo e deixe ferver. Após o processo de ebulição, desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe o chá em infusão por aproximadamente 10 minutos.

Esse é o tempo suficiente para a bebida ficar pronta para o consumo. Não adicione açúcar, nem adoçante e beba entre duas e três xícaras por dia.


Reportar erro