Onde comprar plantas e produtos naturais medicinais?

Os herbanários ou ervanarias são locais bastante tradicionais, porém, as farmácias e lojas de produtos naturais pela internet também são opções


Os tratamentos medicinais alternativos, os quais fazem uso de plantas, vegetais, sementes, raízes e flores, estão cada vez mais comuns na sociedade. Todavia, muitas pessoas ainda possuem algumas dúvidas sobre o assunto, e uma delas, a qual iremos tratar nesta publicação, diz respeito sobre onde encontrar as ervas medicinais para comercialização.

Ervanarias ou herbanários

Os herbanários ou ervanarias são locais bastante tradicionais os quais são considerados os principais para comercialização de plantas medicinais. Os mesmos, geralmente, pertencem a famílias e têm sua administração passada de geração em geração. Em geral, quem gerencia esses locais é um especialista em indicações medicinais alternativas.

Venda de plantas medicinais em farmácias

Com o passar dos anos, as farmácias têm passado a comercializar bastante produtos naturais e, por outro lado, a procura por clientes nesses locais por ervas medicinais também tem crescido consideravelmente, sobretudo em decorrência desses estabelecimentos possuírem certificações reguladoras sanitárias e de funcionamento que, na maioria dos casos, as lojas de produtos não possuem.

Folhas de ervas e vidros com óleo medicinal

Foto: Pixabay


Entretanto, nas farmácias, diferente das ervanarias ou herbanários, o consumidor não tem a opção de escolher suas ervas ou sementes a granel, uma vez que estabelecimentos farmacêuticos apenas vendem produtos embalados e industrializados.

Comercialização de ervas pela internet

A comercialização de plantas medicinais pela internet tem evoluído de forma gigantesca, uma vez que, geralmente, qualquer pessoa de qualquer região pode visualizar, pedir, pagar e receber o produto natural em casa.

Todavia, essa prática requer atenção e cautela, pois muitos estabelecimentos que vendem ervas pela web podem estar comercializando produtos naturais falsos ou irregulares. Inclusive, segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 10% dos medicamentos comercializados pela internet são falsos.


Reportar erro