Novo álcool pode sarar lesões e até evitar a ressaca

A nova substância, batizada de alcosynth, poderia substituir o álcool tradicional até 2050


Quem bebe muito durante uma noite de festa tem a certeza de um fato: acordará no dia seguinte com os indesejáveis sintomas da ressaca. E o problema piora com o decorrer do tempo: a cada ano que passa, é cada vez mais comum acordar com mal-estar depois da bebedeira.

David Nutt, um cientista britânico do Imperial College de Londres, afirma que descobriu um novo tipo de álcool – sintético – que pode evitar a ressaca e até sarar lesões em órgãos.

Alcosynth, o novo tipo de álcool sintético

A nova substância, batizada de alcosynth, poderia substituir o álcool tradicional até 2050, segundo o seu inventor, o cientista britânico David Nutt.

novo-alcool-pode-sarar-lesoes-e-ate-evitar-a-ressaca

Foto: depositphotos

O químico afirma que o alcosynth simula os efeitos positivos do álcool normal, no entanto, não é tóxico e, por isso, não provoca lesões no fígado e no coração, tampouco os sintomas clássicos da ressaca, como dores de cabeça ou náuseas, por exemplo.


O álcool sintético é um derivado de benzodiazepan, substância tranquilizante comumente empregada no tratamento de dependentes de bebidas alcoólicas.

Nutt diz ter patenteado 90 diferentes compostos usando a substância, sendo que dois deles estão sendo testados para uso disseminado. Segundo o cientista britânico, as pessoas poderão ter o prazer de tomar um coquetel sem prejudicar o fígado e coração e os compostos combinam bem com bebidas como o mojito.

Nutt ainda afirma que a relação entre o álcool e o cérebro já é bem compreendida há 30 anos e, com o conhecimento de onde os efeitos positivos do álcool são mediados no cérebro, é possível imitá-los sem tocar as áreas ruins. Consequentemente, não serão produzidos os efeitos ruins.

De acordo com os defensores do álcool sintético, a substância poderá revolucionar a saúde pública, uma vez que ocorrerá a redução dos gastos com tratamentos de problemas causados pelo álcool comum.

O novo álcool já está disponível para todos?

Não, ainda não é possível beber sem causar danos aos órgãos e evitar a ressaca. Apesar do progresso, o alcosynth ainda não está amplamente disponível, pois tem um elevado custo de produção e barreiras legais a serem rompidas.


Reportar erro