Lúpulo, uma planta com diversas aplicações terapêuticas

Humululus Lupulus é o nome científico da planta mais conhecida como Lúpulo ou Lupulus, que…


Humululus Lupulus é o nome científico da planta mais conhecida como Lúpulo ou Lupulus, que pertence à mesma família da maconha e possui diversas propriedades e benefícios que fazem dela uma planta medicinal. Ela é uma videira do tipo trepadeira, originária da Europa, e prefere locais com clima moderado para se reproduzir. A planta que se apresenta em duas formas distintas, macho e fêmea, possui peculiaridades como o seu uso para a composição da cerveja, as “plantas macho” são utilizadas para fertilização enquanto as fêmeas são usadas na fabricação da cerveja junto com o malte, levedo e a cevada.

Lúpulo, uma planta com diversas aplicações terapêuticas

Imagem: Reprodução

O lúpulo, que possui aplicação na culinária além da área medicinal, possui intensas propriedades soníferas e calmantes, o que faz do seu chá um ótimo remédio para ansiedade, por exemplo. Confira uma pequena lista das propriedades desta planta “milagrosa”:

  • Anafrodisíaco
  • Relaxante muscular
  • Antibacteriano
  • Anódino
  • Antisséptico
  • Diurético
  • Antiespasmódico
  • Febrífugo
  • Emenagogo
  • Galactagogo
  • Soporífero
  • Tônico amargo
  • Fitoestrogênio
  • Laxante
  • Nervino
  • Sedativo

Benefícios do lúpulo

O chá de lúpulo é indicado em casos de insônia, agitação, úlcera, ansiedade, taquicardia, dores de cabeça, espasmos, fraqueza dos nervos, tensão nervosa e para fazer uma limpeza do sangue, livrando-o das impurezas. Para ajudar no sono é indicado que se coloque a planta em sachês e armazene dentro do travesseiro, assim a pessoa irá desfrutar de suas propriedades calmantes durante o sono tendo assim uma noite mais tranquila sem as dores de cabeça que os calmantes costumam causar.


Como fazer o chá?

Para fazer o chá de lúpulo você irá precisar de 2 colheres de sopa da erva para cada litro de água. Leve a água ao fogo junto com a erva e deixe em repouso até que alcance a fervura, em seguida tampe o recipiente por aproximadamente 10 minutos e coe bem antes de beber. O chá pode ser moderadamente adoçado. Consuma de 2 a 3 xícaras por dia.

O lúpulo também é utilizado em casos de: Anorexia, caspa, diarreia, doença de Crohn, dor de dente, problemas e dores estomacais, flatulências, problemas digestivos, incidência de tumores (de tipo benigno), problemas respiratórios como tuberculose, histeria, dores comuns, problemas de pele como acne, hanseníase, irritações intestinais e para amenizar o desejo sexual excessivo, agindo principalmente nos homens.

Atenção!

Fica proibido o uso do lúpulo para pessoas com diabetes e mulheres grávidas ou em período de amamentação.


Reportar erro