Livre sua pele da Erisipela com tratamentos alternativos

Por João Silva

Erisipela

Um dos seus sintomas é o inchaço dos pés | Imagem: Reprodução

A erisipela é causada pela bactéria Streptcoccus pyogenes, que utiliza de pequenas ‘’brechas’’ em nosso corpo (ferimentos, picadas de insetos ou frieiras) para invadir o sistema linfático, causando morte das células da pele.

Essa bactéria age criando colônias que cada vez mais se multiplicam, possuem a característica de viver com ou sem oxigênio, fator que por vezes dificulta o seu combate e aumenta a sua ploriferação. Podem ser combatidas por detergentes e sabão, o que já indica que uma boa higiene evita a Erisipela.

Não é contagiosa de pessoa para pessoa, porém ela está presente em suínos e a sua transmissão, vinda desses animais, pode acontecer. É comum o seu “ataque” às pernas das pessoas, em geral a de pacientes diabéticos, obesos e idosos, por terem as pernas inchadas.

Os sintomas em geral são os mesmos. Em especial a pele, vale observar que ela apresenta vermelhidão, dor, inchaço, e em estados avançados a presença de bolhas ou feridas.

Entre outros, podemos citar também:

Por vezes, a presença de inchaços localizados, ínguas, são presentes próximo a região de “entrada” das bactérias. Mesmo apresentando esses sintomas, é necessário que o diagnóstico da patologia seja clínico, pois os sintomas emergentes podem não aparecer e a doença se agravar com velocidade.

Alguns cuidados básicos podem evitar a doença, como a limpeza correta da região entre cada dedo do pé, o uso de meias com elástico para evitar o edema das pernas, ou até mesmo o controle do seu peso para que ele não prejudique a saúde dos seus membros.

Recomendações naturais

Para um tratamento da doença com uso da botânica, sugerimos a utilização de hortaliças, frutas e plantas in natura ou como compressas naturais:

  • Abóbora, cenoura ou repolho: Aplique um dos vegetais ralados na área danificada. Deixe agir por uma hora e repita o procedimento 3 vezes ao dia.
  • Aplique a casca da melancia e troque a cada uma hora. Também se recomenda o consumo de suco da fruta;
  • Compressa da polpa da babosa;
  • Chá de folhas do maracujá (4 colheres da planta picada para cada um litro de água, 3 xícaras ao dia). O chá pode ser bebido ou usado para lavagem do local.
  • Compressas com chá das folhas e cascas do sabugueiro;
  • Compressas de água fria com sal;
  • Misture 2 colheres de azeite de oliva frio com 2 colheres de água e clara de um novo. Aplique sobre área machucada.