Livre-se do tabagismo com tratamentos naturais!

Um dos vícios mais prejudiciais e mais comuns, é o tabagismo. O péssimo hábito de…


Um dos vícios mais prejudiciais e mais comuns, é o tabagismo. O péssimo hábito de fumar cigarros é responsável por diversas doenças gravíssimas, especialmente das vias respiratórias e também pelo surgimento de cânceres.

Estima-se que um terço da população mundial adulta seja fumante, e as mortes devido ao consumo de tabaco chegam a 4,9 milhões de mortes ao ano, ou seja, mais de 10 mil mortes ao dia! São estatísticas assustadoras da OMS (Organização Mundial de Saúde), que considera esse triste vício, a principal causa de morte evitável em todo o mundo.

Livre-se do tabagismo com tratamentos naturais!

Foto: depositphotos

Os danos causados pelo cigarro

  • Doença pulmonar obstrutiva crônica;
  • Tosse típica;
  • Diminuição dos batimentos cardíacos, da pressão arterial e da respiração;
  • Angina de peito e infarto do miocárdio;
  • Maior probabilidade de sofrer bronquite crônica e enfisema;
  • Isquemias ou hemorragias cerebrais;
  • Câncer do pulmão, da boca, da garganta, do esôfago, da laringe e da bexiga;
  • Maior risco de contrair câncer dos rins, pâncreas e estômago;
  • Impotência Sexual.
  • As mulheres fumantes:
  • podem entrar na menopausa mais cedo;
  • tem maior chance de desenvolver osteoporose;
  • as que usam anticoncepcionais orais, tem três vezes mais chances de morrerem de problemas cardíacos do que as que não fumam e não usam pílulas.
  • durante a gravidez, o fumo prejudica o feto, reduzindo seu oxigênio e nutrientes. Aumenta a chance de abortos, partos prematuros e mortalidade fetal, morte súbita do bebê, problemas pulmonares e anomalias fetais;
  • o peso do bebê também é reduzido, porporcionalmente ao número de cigarros fumados na gravidez;
  • a nicotina durante a amamentação, causa intoxicação no bebê, ocasionando diarreia, irritabilidade, agitação e taquicardia, além de aumentar a probabilidade da criança desenvolver pneumonia e bronquite.
  • o desenvolvimento físico e mental de um filho de fumante costuma ser menor do que os de não-fumantes;

Além desses problemas causados às pessoas fumantes, o cigarro ainda pode causar danos aos chamados “fumantes passivos”, aquelas pessoas que não fumam, mas convivem com fumantes. Constantemente expostos à fumaça, eles podem aumentar entre 10 e 30% os riscos de desenvolverem câncer, sendo as crianças as mais prejudicadas, apresentando problemas respiratórios agudos com maior frequência.


Como é possível abandonar o terrível vício do cigarro?

O primeiro passo para se livrar de um vício, seja ele qual for, é a vontade! De nada adiantam conselhos, pedidos ou alertas, se o principal responsável, o fumante, não quiser enfrentar essa batalha de frente e com muito empenho. Sim, pois, para conseguir largar o tabagismo é necessário muita força de vontade!

Este é um dos vícios mais difíceis de abandonar, pela quantidade enorme de substâncias viciantes que fazem parte da composição de cada cigarro, mas não significa que seja impossível conseguir, afinal, muitas pessoas conseguem. O diferencial é apenas este: quem REALMENTE QUER parar de fumar, fará todos os esforços para isso!

Existem muitas dicas e até programas completos que podem facilitar as coisas para quem está começando a luta contra o vício do cigarro, veja algumas que vem funcionando para muitas pessoas,

Dicas e tratamentos naturais

  • DIETA ALCALINIZANTE: durante os primeiros dias, é interessante passar um ou dois dias alimentando-se de maneira especial, com sucos, como laranja, abacaxi e maçã a cada três horas, preferencialmente sem adoçar. Comer alimentos crus, como as frutas no café da manhã e jantar, legumes cozidos no vapor, etc. Esse tipo de dieta ajuda a alcalinizar e purificar o sangue, reduzindo a vontade de fumar.
  • SUCO DE AGRIÃO: em jejum e antes do almoço, preparar um  suco de agrião, que pode ser misturado à uma cenoura para melhorar o sabor e deve ser bebido bem vagarosamente.
  • TRUQUE PARA QUANDO A VONTADE DE FUMAR ESTIVER MUITO FORTE: tomar vagarosamente, um copo de água, água com limão ou água de coco. Outra coisa que ajuda é pingar gotas de própolis na boca ou fazer bochechos com medicamentos à base de sais de prata.
  • ASSA-PEIXE: esta erva é considerada a erva medicinal anti-tabagismo, pois ajuda a limpar os pulmões, dissolver o pigarro acumulado e diminuir a vontade de fumar. Deve-se fazer o chá por decocção, ou seja, ferve-se um punhado do chá numa xícara de água por alguns minutos, coa-se e bebe-se até seis vezes ao dia. Nos dias da dieta alcalinizante, quando se toma sucos em intervalos de três horas, pode-se suspender o consumo do chá de assa-peixe e tomar, nos intervalos entre os sucos, apenas água com limão.
  • MISTURAS DE ERVAS CONTRA O VÍCIO: ao chá de assa-peixe, pode-se misturar, a cada dois dias, outras ervas que também tem efeitos muito positivos contra o vício de fumar: alfavaca, tanchagem, taiuiá, salsaparrilha e cavalinha. Eles contribuirão na desintoxicação do organismo, eliminando os efeitos das toxinas do cigarro.
  • SAUNA: fazer sauna duas vezes por semana, ajuda a acalmar a agitação e aflição que a abstinência causa. Um médico deve ser consultado antes para avaliar se o paciente pode fazer sauna.

Reportar erro