Indicações de uso do chá de marapuama

O chá de marapuama é popularmente usado devido à sua ação afrodisíaca. Seus benefícios envolvem o combate à depressão, ao estresse e à queda de cabelos.


De nome científico Ptychopetalum uncinatum A., a marapuama é uma planta que cresce em forma de arbusto, e é comum no norte do Brasil. Suas flores são brancas e possuem um perfume forte e característico. Também conhecida como muiratã, a planta pode ser encontrada para venda na forma de folhas secas, em pó e em cápsulas.

Indicações de uso do chá de marapuama

Foto: Reprodução

Modo de preparo

O chá de marapuama pode ser feito com a proporção de duas colheres de sopa da casca para cada litro de água. Adicione a água e a casca em uma panela, e leve ao fogo. Quando a água com marapuama alcançar fervura, deixe o fogo ligado por mais alguns minutos, e então desligue. Tampe, e deixe em infusão por mais aproximadamente dez minutos, coe e consuma. A dose indicada é de duas a três xícaras, e o chá pode ser consumido quente ou gelado, como preferir. O chá é usado ainda, em algumas regiões, aplicado nos órgãos genitais com o intuito de intensificar seus efeitos afrodisíacos.

Indicações

A marapuama é muito utilizada para combater celulites e melhorar a circulação sanguínea. Além disso, a planta aumenta a libido, combate estresse e fadiga, gripes, astenias, debilidade, paralisias parciais, além de melhorar a memória. Suas partes utilizadas na medicina são as hastes e as raízes das plantas novas.

A planta contém muitos ácidos, como o araquídico, lignocerico, beherico e campestrol, além dos óleos essenciais, alcaloides, fitoesteróis e ester. É eficaz no tratamento de impotência sexual, depressão, disfunções intestinais, disenteria, vermes, reumatismo, queda de cabelo, beribéri e fraqueza. Seus benefícios são derivados de suas propriedades antidisentérica, antirreumática, anti-estresse, tônica e sua ação afrodisíaca.


É um ótimo tônico neuromuscular, e sua raiz pode ser utilizada em banhos e fricções para tratamento da paralisia e do beribéri.

Seus benefícios, analisados a curto prazo, incluem o aumento do fluxo sanguíneo para a área pélvica, beneficiando a sensibilidade sexual nas ereções dos homens e no orgasmo nas mulheres. Quando analisados a longo prazo, seus benefícios envolvem o aumento na produção dos hormônios sexuais de ambos os sexos. Ajuda a melhorar ainda os aspectos psicológicos e físicos da disfunção sexual, além de aliviar cólicas menstruais e os efeitos da TPM.

Precauções e contraindicações

Mesmo apresentando propriedades e benefícios para a saúde física e mental, a marapuama deve ser evitada por mulheres gestantes e em período de lactação, idosos e crianças. Caso o consumo seja indicado, deve ser feto sempre com acompanhamento médico.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais do consumo de marapuama podem incluir tremor das mãos, palpitações e ejaculação precoce.


Reportar erro