Herpes, gripe e outras doenças que são tratadas com Salsaparrilha

Na medicina, várias ervas e plantas são utilizadas para tratar patologias em diferentes pacientes. A…


Salsaparrilha

Imagem: Reprodução

Na medicina, várias ervas e plantas são utilizadas para tratar patologias em diferentes pacientes. A salsaparrilha é uma dessas ervas que cresce ao redor do mundo, incluindo no território brasileiro, principalmente em Minas Gerais. Essa planta busca alcançar o alto das árvores, e somente quando alcançam a luz solar, passam para a fase adulta, ou seja, dão flores e frutos, que são brancas e vermelhas ou enegrecidas, respectivamente. É do gênero Similax, que é encontrado em região equatorial, e tem várias espécies, por exemplo, a Similax áspera L., que cresce na Europa e também a Similax spruceana A.D.C., que é conhecida como Salsaparrilha-do-Pará, Salsaparrilha-do-maranhão e é própria do Brasil. Antigamente, os indígenas utilizavam a salsaparrilha como depurativas, mas recentemente foi comprovado que ela também possui propriedades diuréticas, aperitivas, sudoríficas e lubrificantes, além de conter em sua composição glicosídeos, óleo essencial e resina que promove todas essas propriedades na planta.


Indicações do chá de salsaparrilha

Como fazer o chá de salsaparrilha

Em um litro d’água, coloque duas colheres de sopa das folhas trituradas de salsaparrilha. Deixe essa mistura cozinhando por 3 ou 4 minutos a partir do momento que a água começar a ferver. Após esse tempo, retire a infusão do fogo e deixe repousando por 10 minutos com uma tampa. Coe o chá e está pronto para consumo. Por dia, beba de 2 a 3 xícaras.

Atenção!

Não é recomendado o uso de suas bagas, por serem muito tóxicas. Vale lembrar também que o consumo em doses elevadas do chá de salsaparrilha deixa o paciente com náuseas e vômito.


Reportar erro