Fisioterapeuta explica como tratar e prevenir lesões causadas por esportes

Apesar de benéficas, as atividades com muito esforço físico podem causar lesões musculares e articulares


A prática de exercícios físicos é conhecida mundialmente como uma das maneiras mais eficazes de melhorar a qualidade de vida. Atividades como ciclismo, futebol, vôlei, corrida de rua, entre várias outras ganham cada vez adeptos.

E apesar de ser algo tão benéfico para à saúde, o aumento na intensidade e frequência de atividades que demandam muito esforço físico têm causado alguns problemas, como: lesões musculares e articulares.

As lesões são comuns principalmente nas atividades que há contato físico, como futebol e basquete. Elas costumam causar dores, desconfortos e limitações de movimento que podem comprometer a continuidade dos exercícios e sua rotina em casa e no trabalho.

Fisioterapeuta explica como tratar e prevenir lesões nos esportes

Foto: depositphotos

Segundo o fisioterapeuta Regis Severo, é normal acontecer lesões, principalmente naquelas pessoas consideradas “atletas de finais de semana”, ou seja, pessoas que não praticam esportes com tanta regularidade.


Segundo o especialista, uma das principais formas de prevenir as lesões esportivas é buscar reconhecer, através de uma avaliação com um fisioterapeuta, a presença de alterações posturais e de movimento que podem sobrecarregar alguma região do corpo. O alongamento antes das atividades e a prática de exercícios que fortalecem o músculo são de extrema importância para prevenir lesões.

O que fazer para tratar as lesões

Todas as lesões, sejam muscular ou articular, levam a um processo inflamatório inicial, necessário para a cicatrização dos tecidos lesionados, como tendão, ligamentos, músculo e cartilagem.

No processe de inflamação inicial existe a presença de alguns sinais como dor e inchaço, que é o que dificulta o movimento na região que sofreu a lesão.

Segundo o especialista, você pode iniciar o tratamento da lesão em casa mesmo. “Logo após a lesão, uma das maneiras mais eficazes é conhecida entre os profissionais como protocolo PRICE, sigla inglesa para Proteção (Protection), Repouso (Rest), Gelo (Ice), Compressão (Compression) e Elevação (Elevation)”, destaca o fisioterapeuta.


Reportar erro