Doril: propriedades e benefícios da planta

O chá de erva doril é indicado para tratamento de bexiga, hemorroidas, dores de cabeça e fígado. Conheça as propriedades e demais benefícios da planta


A erva doril, de nome científico Achyranthes bettzickiana, é uma planta pertencente à família das Amaranthaceae, sendo também conhecido por diversos outros nomes populares dependendo de sua região, como anador, melhoral, caaponga, carrapichinho, ervanço, perpétua, sempre-viva, quebra-panela, acônito-do-mato, cabeça-branca, carrapichinho-do-mato, infalível, perpétua-do-brasil e outras denominações.

Esta erva rústica é originária da América do Sul e a sua história tem início com os caboclos, que usavam a planta devido às suas propriedades medicinais.

Características da erva doril

A erva doril é rústica, possui hábitos invasores, raízes pouco profundos e um caule segmentado que pode chegar a atingir mais de 2 metros de comprimento. As suas folhas são ovaladas de forma longa, com coloração que variam do vermelho ao roxo; as folhas apresentam-se esverdeadas quando jovens e avermelhadas quando maduras.

De textura lisa e membranácea, o vegetal também apresenta pequenas flores de cor branca.

Propriedades e indicações de uso

Imagem de planta doril

Foto: Reprodução/ internet

As folhas são as partes utilizadas para o preparo do chá de erva doril, uma vez que possuem propriedades analgésicas, depurativas, digestivas e diuréticas. Devido às suas propriedades medicinais, o chá preparado com a erva é útil para combater dores de cabeça e enxaquecas, auxiliar na limpeza do organismo (eliminação de toxinas) e ajudar no processo de digestão, evitando os gases e queimação.


Além disso, o chá de erva doril também possui efeito diurético, sendo indicado para os indivíduos que desejam perder peso. As folhas desta planta também podem ser utilizadas como adstringente e antidiarreica.

O chá de erva doril pode ser indicado para tratamento de bexiga, hemorroidas, dores de cabeça e fígado.

Como preparar o chá de erva doril?

Ingredientes

– 20 gramas de folhas de erva doril;
– 1 litro de água fervente;
– Mel.

Modo de preparo

Ferva a água com as folhas da erva doril. Após a fervura aguarde pelo período de três minutos e desligue o fogo. Deixe as folhas repousarem na água quente por mais alguns minutos, até ficarem com aparência mais escura.

Modo de consumo

Adoce o chá de erva doril com mel a gosto e consuma em temperatura morna. Para aproveitar melhor os efeitos medicinais do chá, recomenda-se que ele seja ingerido de duas a três vezes ao dia.

Cuidados

No geral, a erva doril é considerada segura, no entanto, é aconselhável evitar o uso desta planta nos três primeiros meses de gravidez. Lembre-se que todo tratamento – inclusive natural – apenas deve ser iniciado sob orientação médica.


Reportar erro