Dores na garganta podem estar ligadas a chegada da primavera

O tempo seco, o pólen que se desprende das flores, além das alergias causada pela poeira podem estar ligadas ao desconforto


Se você é uma daquelas pessoas que adoram a estação mais florida do ano, a primavera, porém, não são nem um pouco atraídos pelas consequências para a saúde que ela pode trazer, esse texto vai especialmente para você.

O problema que aparece com mais frequência está relacionado a dores na garganta. De acordo com a médica Fernanda Dacache, a dor de garganta pode ser provocada por vários motivos.

Entre as mais comuns estão: o tempo seco, o pólen que se desprende das flores e se mistura com a poluição, além das alergias respiratórias causada pela poeira; ou gripes e resfriados, transmitidos por vírus ou bactérias.

“O ressecamento nasal, comum em épocas mais secas, é o que geralmente provoca a dor de garganta, pois quando respiramos pelo nariz, condicionamos o ar para torná-lo bom para o organismo, protegendo a garganta. No entanto, quando ele está entupido, a tendência é respirar pela boca, levando as bactérias diretamente para a garganta, o que causa desconforto na região”, explica Fernanda.

Dores na garganta podem estar ligadas a chegada da primavera

Foto: depositphotos


Como evitar esse desconforto

Se você é uma daquelas pessoas que nem imaginava que a dor de garganta estivesse relacionada a esses fatores, saiba agora qual a melhor forma de evitá-la. Entre as medidas mais simples está a ingestão regular de líquidos e a higienização dos ambientes. Isso vai proporcionar a diminuição relativa dos problemas.

Ingira, no mínimo dois litros de água todos os dias. Isso vai ajudar a manter o organismo hidratado, auxiliar na prevenção de doenças respiratórias e aliviar a irritação na garganta. Quanto aos ambientes, Fernanda orienta mantê-los sempre limpos, “pois evita a disseminação de microorganismos. Para isso, basta utilizar um pano úmido com água e sabão a fim de remover o acúmulo de poeira”.

É importante que você aprenda a diferenciar a sensação de garganta seca com os casos infecciosos. O primeiro está relacionado aos fatores climáticos, enquanto o segundo, pela ação de bactérias. Neste último caso, consultar um médico é a maneira mais prudente de lidar com o problema, sobretudo se ele perdurar por alguns dias.

Cogitar a possibilidade da automedicação é totalmente inviável, pois o problema pode ser mais sério do que você imagina.Consultar um especialista vai ajudar a identificar o problema real, para que ele possa ser tratado da forma correta.


Reportar erro