Dieta das proteínas: emagreça mudando seu cardápio

A vantagem desse modelo de dieta é que as proteínas abrangem uma série de alimentos, como por exemplo: as proteínas do leite, carne e ovos


Adotada por celebridades e copiada por milhares de pessoas no mundo inteiro, a dieta das proteínas é também conhecida pelo nome de Dukan. A ideia é que a pessoa coma muitas proteínas e elimine os carboidratos do cardápio.

A vantagem desse modelo de dieta é que as proteínas abrangem uma série de alimentos, como por exemplo: as proteínas do leite, carne e ovos. O especialista deve orientar a quantidade de cada ingrediente por dia que obedece mil calorias durante as duas primeiras semanas, seguidas nas semanas posteriores por 1.100 e 1.500.

De acordo com a nutricionista Sinara Menezes, tudo deve ser feito com muito cuidado, inclusive as mudanças bruscas na alimentação. “O próprio conceito de dieta, quando nos referimos à um regime, é a falta de equilíbrio. Já existe o consenso de que métodos restritivos não são eficazes a longo prazo e ainda contribuem para o efeito sanfona”, explica Sinara.

Dieta das proteínas: emagreça mudando seu cardápio

Foto: depositphotos

Desta forma, a nutricionista aponta quais são os melhores aliados na hora de iniciar ou dar continuidade à dieta da proteína:


1. Beba bastante água

Segundo Sinara Menezes, o líquido é ideal para manter o organismo funcionando muito bem. A ingestão generosa de água ou outras bebidas naturais é ótima contra o intestino preso, inchaço e impurezas que circulam pelo nosso corpo.

2. Consuma alimentos termogênicos

Canela, gengibre, pimenta e chá verde são alimentos, conhecidos como termogênicos, que queimam mais calorias. Em síntese, esse alimentos “esquentam” o organismo, para isso, o próprio corpo precisa trabalhar queimando mais calorias para manter estável a temperatura dele.

3. Diga não aos alimentos industrializados

Isso quer dizer que você deve parar de consumir alimentos industrializados, pois o sal é responsável pela retenção de líquidos causando o inchaço. Já o açúcar é uma porta aberta para doenças como diabetes e o aumento de peso.

4. Pratique exercícios

A dieta da proteína é boa pois ela constrói músculos. Durante esse processo o organismo gasta mais calorias. Entretanto, a nutricionista aponta a atividade física como principal estimuladora da construção da massa magra.

5. Não esqueça da aveia

Na dieta das proteínas existe um ingrediente fundamental para o seu sucesso, é o farelo de aveia. Ele é um alimento rico em vitaminas, sais minerais e fibras. De acordo com a nutricionista, as betaglucanas, presentes na aveia, promovem uma sensação de saciedade, o que faz com que você se sinta mais cheio e coma menos.


Reportar erro