Descubra quais os 4 fatores que danificam o cabelo

Os fios necessitam de atenção pois estão sempre expostos a fatores ambientais e químicos, como tinturas, alisamento, fotoexposição etc


O cabelo é um dos charmes das mulheres, seja ele curto, médio ou longo. Portanto, esta parte importante do corpo precisa e merece cuidados especiais.

Além da importância na estética, os fios necessitam de atenção pois estão sempre expostos a fatores ambientais e químicos, como no caso de tinturas, processos de alisamento, fotoexposição aos raios UV e até o uso incorreto de pentes e escovas.

“Todos esses danos conectam-se ao envelhecimento intrínseco ou natural dos fios e contribuem para que o cabelo fique quebradiço, com diâmetro do fio menor, menos denso e espesso, além de: sem brilho, mais fraco, áspero e desidratado”, alerta a dermatologista, Claudia Marçal. Ainda segundo a especialista, o cabelo está submetido aos desgastes decorrentes das ações externas.

Descubra quais os 4 fatores que danificam o cabelo

Foto: depositphotos

Como o cabelo fica danificado?

De acordo com dermatologista, os processos que danificam os cabelos transformam os aminoácidos em respectivos derivados, oferecendo como resultado uma significativa perda proteica.

“Como o cabelo é uma matéria morta (ele só está vivo enquanto está dentro do folículo piloso), uma vez que ele esteja danificado, não pode ser reparado em sua forma. Se, com frequência, efetuarmos secagens, processos químicos, estilização e exposição ao sol, os danos causados não poderão ser reparados naturalmente”, esclarece Marçal.


Desta forma, pode-se dizer que os danos aos cabelos são divididos em: químicos, térmicos, mecânicos e solares.

Processos químicos

Tanto a coloração como a descoloração são dois processos químicos que mais agridem os cabelos. No caso da pintura, segundo a dermatologista, há uma redução dos níveis de queratina nos cabelos que é iniciada após a aplicação da água oxigenada. “Quimicamente, o processo de tintura provoca a quebra das pontes de Hidrogênio e Salinas, isso vai resultar na perda de água e acentuar o comprometimento da resistência, maciez e brilho dos fios”, explica.

Já o processo de descoloração é mais agressivo que o de coloração. “Em processos de descoloração, o tempo e a concentração em volume da água oxigenada são fundamentais para determinar o nível de descoloração e agressão aos fios de cabelo: quanto maior, maior o dano”, alerta a especialista.

Danos térmicos

“A exposição da fibra capilar a altas temperaturas leva ao comprometimento da estrutura, o que pode corromper a harmonia da estrutura, além de perda de água. O segredo está em usar defrisantes com proteção térmica e protetores especiais para escovação”, comenta Marçal. Assim, atentando-se a estes cuidados é possível usar secadores chapinhas todos os dias e manter o cabelo saudável.

Fatores mecânicos

Até o simples ato de passar um pente ou escova nos cabelos pode ser prejudicial para os fios, tendo em vista que cada tipo de madeixa tem uma sensibilidade diferente. “Pentes de borracha alteram o ponto isoelétrico do cabelo, o que leva a um desgaste da cutícula (parte externa do fio) e consequente exposição do córtex (parte intermediária do fio)”, afirma.

Danos solares

“A luz solar afeta a cutícula do cabelo e catalisa a degradação das proteínas, além de provocar a oxidação da melanina através de radicais livres e o comprometimento da queratina. Os danos vão de descoloração do cabelo à redução da força dos fios e perda de brilho”, finaliza a dermatologista.


Reportar erro